sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

QUESTÃO DE TEMPO

O prefeito de Blumenau, João Paulo Kleinubing (DEM), está prevendo que até o próximo dia 30, sexta-feira, já terá como divulgar os nomes que comporão o secretariado do novo governo.
Isso porque a reforma administrativa, que está sendo analisada pelos vereadores na Câmara, entrará em vigor no dia 1º de fevereiro, segundo o próprio projeto.
Mesmo que a reforma não seja aprovada até esta data, o prefeito pretende anunciar os novos nomes no último final de semana de janeiro. Alguns nomes são dados como certos como do ex-vice-prefeito Edson Brunsfeld, que assumirá a articulação política, do Secretário de Assistência Social Mário Hildebrandt, que continuará a frente da pasta, e do atual chefe de gabinete Cássio Quadros. Por outro lado, outros que poderiam integrar o quadro do novo governo preferiram continuar na iniciativa privada, apoiando o prefeito apenas politicamente, mas fora da administração.
O certo mesmo é que João Paulo quer nomear logo os escolhidos para que eles comecem o mais cedo possível a colocar em prática tudo que foi prometido na campanha. Para ele, já se perdeu muito tempo em virtude da catástrofe que aconteceu em Blumenau no fim do ano passado.
O importante é colocar a máquina para funcionar.

VENZON MANTÉM ASSESSORES

O deputado estadual Serafim Venzon (PSDB), que tem seu reduto eleitoral na região de Brusque, assumiu uma cadeira da Assembléia Legislativa de SC depois que o prefeito eleito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), também assumiu seu posto da prefeitura. O primeiro compromisso que teve que assumir foi manter os três assessores de Salvaro, que servirão de interlocutores para que o prefeito consiga encaminhar seus projetos para o sul do estado.
E para fortalecer os laços que tem com Clésio Salvaro, Venzon esteve na última terça-feira em Criciúma cumprindo agenda política em companhia do prefeito eleito.

PASSAGEM SECRETA



O ex-prefeito de Gaspar, Adilson Schmidt, tinha construído no seu gabinete uma escada, localizada no pátio da prefeitura, só para não precisar entrar pela porta principal e ter que cruzar com os gasparenses que geralmente iam até a prefeitura solicitar os serviços prometidos. Nesta semana o atual prefeito Celso Zuchi mandou demolir a escada. Ele inclusive deixou a antiga sala de Adilson para a Secretaria de Planejamento e passou a usar o gabinete que utilizava no primeiro mandato.
Segundo Celso Zuchi, ele prefere entrar pela porta da frente.

ICMS PARA ESTADOS



O deputado Moreira Mendes (PPS-RO) propôs emenda constitucional que estabelece a incidência do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nas operações interestaduais relativas a energia elétrica. O imposto deverá incidir sobre a geração, a transmissão, a distribuição e a aquisição para consumo final de energia elétrica.
A idéia do parlamentar é dividir a arrecadação desse tributo entre os estados produtores e os estados consumidores de energia elétrica. Atualmente, o ICMS incide no consumo, e, para o deputado, quem arrecada são os estados mais desenvolvidos, que consomem mais energia.
Segundo Moreira Mendes, a maior parte dos estados produtores de energia são os menos desenvolvidos do País. O texto prevê ainda que caberá ao Senado, por meio de resolução, estabelecer as alíquotas aplicáveis a essas operações. Até que o Senado estabeleça essas regras, o ICMS continuará sendo devido ao estado consumidor da energia elétrica, de acordo com a legislação atual.

VIRUS ACIMA DO PESO

O atacante do Corinthias, Ronaldo Fenômeno, está sendo usado por hackers para infectar computadores. Eles enviam e-mail informando que o usuário pode assistir, através de um link, um vídeo do jogador atuando pelo clube paulista, mas a verdadeira finalidade é, como sempre, roubar senhas e códigos bancários.
Portanto, se você é corinthiano ou fã de Ronaldo, não abra qualquer e-mail ou link que possa conter tais informações.
Aliás, esse vírus pode levar muito dinheiro da sua conta, justamente o contrário do que acontece com o Corinthias e com o Ronaldo, que já lucraram bastante nesse começo de 2009.

MORADIA 1



A Câmara analisa o projeto de lei do deputado Fernando Chucre (PSDB-SP) que cria uma linha de financiamento para famílias de baixa renda a ser utilizada nos contratos firmados com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS).
Este tipo de financiamento prevê, entre outras regras, taxa de juros de 6% ao ano, atualização monetária na mesma periodicidade e índice aplicados às contas vinculadas do FGTS, quota de financiamento de até 100% do valor necessário à complementação do pagamento do imóvel, limitado à capacidade de pagamento do mutuário e prazo de até 240 meses para pagamento.

MORADIA 2

Os encargos mensais relativos às operações de financiamento serão, obrigatoriamente, consignados em folha de pagamento. A proposta também permite a concessão de subsídios complementares, por meio da doação total ou parcial do valor do terreno, da infraestrutura, do material de construção ou de serviços ou recursos financeiros.
De acordo com Chucre, mais de 90% do déficit habitacional brasileiro, estimado em quase sete milhões de unidades, atinge essencialmente famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos.



Sérgio Eduardo de Oliveira – 23/01/2009

Um comentário:

  1. esse menino 'e porrrreeeettttaaaaaaaaaaaaaaa
    ponho fe nele
    gosto disso, temos mais 'e q trabalhar p isso sergio q votamos nele
    p lero lero..........naooooooooooo
    ninguem merece
    lendo seu blog s'o comprovo pq o povo elegeu ele
    jk, ele 'e brabo, rsrsrsr, homem de atitude e sergio querido 'e isso q precisamos atitude
    politico q quer viajar e encher a barriga de jantares estamos cheiossssss
    e tenho dito
    bjusol p vc querido

    ResponderExcluir