quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

SAIA JUSTA

É fato que a segurança pública do estado vai de mal a pior. Assim como em Blumenau, quando o secretário Ronaldo Benedet foi cobrado pelo presidente da Acib, Ricardo Stodieck, sobre os policiais militares prometidos em 2005, outros prefeitos e dirigentes de classe também pedem providências para a segurança em SC.
Um ingrediente nesse caso é que ao saber que os praças farão manifestações no Planeta Atlântida, o Grupo RBS pediu para que o governador Luiz Henrique resolva esse problema o quanto antes.
Para alguns peemedebistas o secretário Benedet só se mantém no cargo por causa da proximidade que tem com o governador, pois se fosse outro já teria caído.

TROCA

Mas já se comenta que numa eventual troca do secretariado, Ronaldo Benedet deve assumir uma nova função e no seu lugar apareceria alguém de dentro da polícia; alguém que os policiais militares confiem, pois só assim a relação do poder público estadual e dos praças se normalizaria.
Obviamente que esse não é o único problema. Há a defasagem salarial, a falta de pessoal, principalmente na polícia civil, e a falta de treinamento, pois os próprios policiais já dizem que não colocarão suas vidas em risco com a atual situação da segurança pública.
Com isso, quem fica a mercê dos bandidos são os catarinenses, que pagam os impostos religiosamente.

VISITA DE DÉCIO



Na tarde desta quarta-feira, o vereador de Itajaí, Níkolas Reis (PT), recebeu visita de cortesia do Deputado Federal Décio Lima (PT). Na ocasião, o Deputado também esteve com o Presidente da Câmara, Luiz Carlos Pissetti (DEM), colocando-se à disposição do Legislativo itajaiense neste momento de reconstrução da cidade. Décio parabenizou Pissetti por sua nova função e desejou sucesso nesta empreitada.

REFORMA

Chegou nas mãos dos vereadores de Blumenau o requerimento que confirma a reunião para a discussão da reforma administrativa do segundo mandato de João Paulo Kleinubing. A sessão extraordinária está marcada para o próximo dia 21, quarta-feira, às 15:00 na Câmara de Vereadores.
A reforma trás poucas mudanças para o atual quadro administrativo, transformando secretarias em diretorias e fundindo alguns departamentos e dividindo outros, mas nada muito relevante.
O que deve mudar mesmo são alguns secretários, que estão preferindo voltar para a iniciativa privada.
Certo mesmo é que o vereador Mário Hildebrandt (DEM) continuará na Secretaria de Ação Comunitária. Ele passou, na tarde de ontem, o cargo de vereador para a suplente Norma Dickmann (DEM) numa solenidade discreta no plenário da Câmara.

DEVE SAIR



Uma das secretárias que dificilmente ficará em 2009 é a da Comunicação, Fabrícia Durieux Zucco, que já tem agendado para este ano um doutorado na área em que atua.
E como é uma secretaria de confiança do prefeito, surge um problema: quem colocar no cargo.
Até o fim de 2008 falava-se muito em Clóvis Reis, mas este já confidenciou que não teria tempo para se dedicar à função. Hoje quem poderá ficar no lugar de Fabrícia interinamente é Nelson Santiago, que já foi chefe de gabinete no governo anterior e coordenou a campanha de João Paulo.
O perfil do cargo é alguém especialista na área e que seja da confiança do prefeito.
Nelson só volta de férias no próximo dia 19 e a partir daí o prefeito pretende contar com a colaboração do presidente do DEM neste segundo mandato, que também poderá ser na chefia de gabinete.
O fato é que Santiago deve sim assumir uma função no governo.

CARLITO EM BRASÍLIA

O prefeito de Joinville, Carlito Merss (PT), será recebido nesta quinta-feira, em Brasília, pelo Grupo Executivo Gestor do PAC (Gepac) para apresentar dois projetos de macrodrenagem para o município.
A reunião também contará com a presença dos Ministros da Fazenda, das Cidades e Planejamento e Integração e também do secretário municipal de Planejamento de Joinville, Eduardo Dalbosco.
Carlito tentará incluir os dois projetos no PAC, que estão avaliados em cerca de R$ 80 milhões, ainda este ano.
Se conseguir, Joinville poderá implantar o Plano Diretor de Drenagem em toda a cidade, o que resolveria muitos problemas de alagamento que ocorrem hoje em alguns pontos do município.

AGENDA CHEIA

Dificilmente o vereador Marco Antônio Wanrowski (PSDB) deve assumir a Secretaria de Saúde de Blumenau. Esse é o primeiro nome do prefeito João Paulo, mas as funções de professor da Furb e a rotina do consultório médico o impedem de comandar a pasta em tempo integral. Marco Antônio não deixará o partido na mão se for chamado, mas a cúpula tucana entende suas dificuldades e, se a secretaria for dada para o PSDB, um nome com perfil técnico, que não necessariamente tenha que ser da área médica, será indicado.
Já na Fundação de Desportos, o PSDB vai deixar que Élson Campos e Sérgio Galdino decidam democraticamente quem será o presidente da entidade.
Élson é um técnico da área e já milita no esporte há anos. Galdino também é um conhecedor do ramo e seu nome poderia trazer muita publicidade e recursos para o esporte de Blumenau.
Ambos tem as suas qualidades, já trabalham juntos, mas terão que definir quem vai sentar na janela do ônibus do segundo mandato de Kleinubing.

SAUDOSISMO



Quem não se lembra da série Ilha da Fantasia, que passava na Globo na década de 70 e 80, que tinha o Sr. Roarke e seu fiel ajudante Tatu. O ator Ricardo Montalbán, que interpretava o personagem principal, morreu nesta quarta-feira na sua residência, em Los Angeles (Califórnia).

Um comentário:

  1. A secretaria de Comunicação vai deixar saudades para a RBS e para a RIC. Pode ser que as empresas de blumenau, agora, comecem a receber mais verbas e decentes!

    ResponderExcluir