segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

SEMANA DECISIVA



Provavelmente na quarta-feira o prefeito João Paulo Kleinubing (DEM) apresentará as secretarias destinadas a cada partido da base aliada. Já na segunda ele terá uma conversa com Nelson Santiago, presidente dos Democratas, para confirmar se ele será um colaborador do novo governo ou se continuará apenas tocando o seu empreendimento, junto com o sócio Ângelo na Vila Germânica.
A volta de Santiago é quase certa, pois um dos cargos que ainda não tem um nome a contento do prefeito é a secretaria de comunicação.
Quem estava fazendo campanha no mês de outubro do ano passado para ser indicado para o cargo era o assessor de imprensa do Samae, Oscar Jenichen, que pediu para amigos enviar e-mails para membros da imprensa local dizendo-se o mais preparado.
Mas dentro da própria assessoria de comunicação da prefeitura ele não é visto com bons olhos, tanto pela atual secretária e também por muitos funcionários do departamento. O PSDB estava sendo cotado para ficar com a pasta, mas já informou que não tem interesse.
Mas como na política tudo é possível, pode aparecer um tucano por lá sim.

RETORNO

Quem pretende voltar para o foco é o radialista Nei Silva, da extinta revista Metrópole. A intenção dele e da Editora Insular é conseguir lançar o livro “A Descentralização no Banco dos Réus”, impedido pela justiça no ano passado. Afirma que sua vida foi destruída depois do episódio da prisão e que pretende restabelecer a verdade através do livro.
Ainda vamos explorar mais a fundo esse assunto, mas vamos aguardar para ver o que acontecerá com o julgamento do governador, em fevereiro.
Independente da decisão, Nei Silva deverá se transformar num dos personagens importantes das eleições em 2010.

NOVIDADE

O Seterb, responsável pelos serviços de transportes em Blumenau, instalou um novo modelo de semáforo na sinaleira próximo a prefeitura. Esse deverá ser apenas o primeiro de muitos que poderão ter uma cara nova a partir de fevereiro.
Ele oferece para o motorista uma melhor visualização de quando o sinal irá fechar e quando irá abrir.
Mas, diga-se de passagem, não é um aparelho de primeira necessidade para a cidade.

HERING CRESCE

Na segunda-feira passada a Hering divulgou o balanço do quarto trimestre de 2008. Ela cresceu 43,9% comparado com o mesmo período de 2007. E o mais curioso é que foi no mercado interno que houve o maior crescimento: 53%.
Já o número de franquias da Hering Store ultrapassou o esperado, alcançando o número de 230 lojas, ou seja, seis a mais do que o planejado.

INFLUENTE



O presidente da Associação Industrial de Joinville um dos donos da Dohler S/A, Udo Dohler, deve conseguir colocar um dos seus homens de confiança na Companhia Águas de Joinville, órgão municipal que administra o abastecimento de água e a coleta de esgoto da cidade.
É Bráulio Barbosa, do PMDB, que já foi vereador e atualmente administra o Hospital Santa Helena.
Ele deverá ser o responsável pela implantação das novas redes coletoras de esgoto em Joinville, estimada em R$ 100 milhões.
É o empresariado fazendo parte do governo, coisa que muitos petistas não aprovam.
Vale lembrar que Udo Dohler é um grande amigo do governador Luiz Henrique, que colocou o PMDB dentro da administração petista de Joinville.

QUASE TUDO CERTO


É dada como certa a eleição do Deputado Estadual Jorginho Melo (PSDB) para a presidência da Assembléia de SC. O fato parece estar tão consumado que ele se reúne semanalmente com o atual presidente Júlio Garcia (DEM) para se interar dos assuntos da casa. O PSDB e os partidos que fazem parte da base aliada de Luiz Henrique já fecharam com Jorginho e esse acordo já faz parte da composição para as eleições de 2010. O pensamento do PMDB, DEM e PSDB é ter Raimundo Colombo na cabeça de chapa, o PMDB (leia-se Luiz Henrique da Silveira) numa das vagas para o Senado, o PSDB na segunda vaga para o Senado e provavelmente Eduardo Pinho Moreira como vice de Colombo.
O problema é convencer Pinho Moreira ser vice e também Leonel Pavan desistir de ser candidato do governo em 2010.
Pavan inclusive já tem um bom entendimento com os Democratas e também com o PP, partido de oposição do governador Luiz Henrique. O Deputado e presidente do PP em SC, Joares Ponticelli, já está animado com uma nova tríplice aliança, deixando de fora o desafeto PMDB.
Nessa história, quem tá com a faca e o queijo na mão é o PSDB.




Sérgio Eduardo de Oliveira – 19/01/2009



Nenhum comentário:

Postar um comentário