segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

AGORA SAI

Parece estar tudo pronto para que o prefeito João Paulo Kleinubing (DEM), de Blumenau, anuncie seu novo secretariado no dia de hoje. As últimas pendências foram resolvidas no fim de semana e presume-se que os novos secretários assumam seus postos já na próxima sexta-feira.
Alguns já estarão no trabalho hoje mesmo, pois serão mantidos nos postos que ocupavam no primeiro mandato. Para os novos, vão ter que correr atrás dos papéis para seres registrados no RH da Prefeitura.
Na verdade não deverá haver nenhuma grande surpresa no colegiado. Ficou para a Secretaria de Comunicação a grande expectativa, pois nem mesmo os funcionários do setor souberam dizer quem comandará a pasta a partir de fevereiro.
Mas esta decisão coube ao prefeito e ele já encontrou um substituto para Fabrícia Zucco. O nome não foi divulgado, mas deverá vir do DEM ou do PSDB, segundo fontes do paço municipal.

ORIENTANDO



A deputada federal Ângela Amin (PP) esteve na última quarta-feira em Gaspar para uma reunião com os vereadores e membros da executiva do PP local para mostrar como serão os trabalhos do partido na região em 2009. Ela também orientou os vereadores de como devem proceder em projetos que enviarão para Brasília em busca de recursos para Gaspar. A deputada entregou um CD e uma apostila com informações que os projetos precisam ter quando encaminhados para aprovação.
A deputada disse não entender o porque dos recursos federais destinados às cidades atingidas ainda não chegaram. Disse não saber o porque desse dinheiro ter primeiro que passar pelo Governo do Estado e só depois ser repassados para as prefeituras.
Nós todos sabemos que isso ocorre para que o governador possa manter debaixo das suas asas todos aqueles que precisam da sua assinatura.

MAIS CARO



Desde ontem, viajar pela BR 101 passou a custar mais no bolso do catarinense. É que no domingo o pedágio do Km 1,2 da BR 101, nas proximidades de Garuva, no norte do estado, entrou em funcionamento. Cada carro terá que pagar o valor de R$ 1,10 e motocicletas terão que desembolsar R$ 0,55 para poderem seguir caminho pela rodovia. Já caminhões e ônibus pagarão R$ 1,10 por eixo. Em março mais três praças de pedágio entrarão em atividade: Palhoça, Araquari e Porto Belo.
A empresa Litoral Sul, que irá explorar a rodovia no estado, estima que, por dia, passarão pela BR 101 em Santa Catarina cerca de 365 mil veículos.
O que eu quero saber é o que farão com o dinheiro que pagamos todos os anos para o governo federal e estadual manterem as estradas.
Vão continuar cobrando em duplicidade para executar um só serviço?

OS CARROS 1



E na tarde da última sexta-feira, 11 dos 19 vereadores de Joinville decidiram que a licitação que vai decidir a empresa que vai disponibilizar os 22 veículos para a Câmara de Vereadores vai continuar. Depois do aval da maioria dos vereadores, o presidente da casa, vereador Sandro Silva (PPS), decidiu levar adiante a licitação. Mas o presidente decidiu também que cada vereadores vai poder recusar por escrito o carro alugado. Das quatro maiores bancadas (PT, PSDB, PMDB, DEM), apenas a do PT resolveu abrir mão dos automóveis locados.
Entre as alternativas discutidas na reunião estava a compra de uma frota de carros, a criação de um rodízio para o uso e a criação de uma verba para compra de combustível para que os vereadores utilizassem os próprios automóveis.

OS CARROS 2

Segundo a licitação, o custo do aluguel dos 22 carros é de R$ 298 mil. Com a decisão dos quatro vereadores petistas de não usarem o automóvel, a licitação será adaptada para reduzir o número de veículos.
Não que os petistas são contra o uso de carros públicos, mas votaram pela compra de uma frota própria e do rodízio para a utilização dos mesmos. “Nós temos que dar exemplo de economia”, afirmou o vereador Manoel Bento (PT) no fim da reunião.
Já o vereador Odir Nunes (DEM) defendeu a continuidade da licitação. “Eu vou querer o carro, é um instrumento de trabalho”.
Imaginem como será essa legislatura em Joinville!

SLOGAN

Essa saiu na coluna do Cláudio Prisco Paraíso, no Jornal A Notícia da última sexta-feira.
O PT de Joinville pode se complicar com a propaganda oficial da campanha do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), veiculada na televisão, que utiliza quase o mesmo slogan da campanha eleitoral de Carlito Merss à Prefeitura: “Joinville de toda sua gente”.
O Ministério Público do Estado tem tudo para agir com rigor, já que nas administrações anteriores foram proibidas frases de efeito, slogans e logomarcas.

TÁ ELEITO



Na tarde de ontem o deputado estadual Jorginho Melo (PSDB) foi eleito por unanimidade, e em votação aberta, presidente da Assembléia Legislativa de SC. Recebeu 40 votos numa votação tranqüila e sem oposição. Com o plenário lotado, Jorginho foi cumprimentado por vários políticos do estado, como o ex-deputado e prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, o vice Governador Leonel Pavan e também pelo secretário Gilmar Knaesel, todos companheiros de legenda.
Jorginho Melo fica no cargo até o fim de 2009, quando passará, em virtude de um acordo, a presidência para Gelson Merísio (DEM), atual vice-presidente, que ficará na presidência até o fim de 2010.

ANTIGOS DESAFETOS

O prefeito Carlito Merss (PT) e o governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) almoçaram juntos no Palácio da Agronômica, em companhia dos secretários municipais Eduardo Dalbosco, Romualdo França, Cleverson Sieverdt, e de Valdir Cobalchini e Paulo Bauer.
O encontro durou cerca de duas horas. Ambos decidiram trabalhar juntos para colocarem em prática as ações conjuntas do governo do Estado e da Prefeitura junto ao BNDES para liberação de recursos destinados a evitar enchentes em diversos bairros.
Isso prova que na política nem tudo é o que realmente parece. O problema de LHS está nas pretensões de Ideli Salvatti (PT) para 2010.

ASPONES

Os novos vereadores de Canoinhas, no Planalto Norte, decidiram entrar na farra do dinheiro público. Criaram dez novos cargos (9 assessores parlamentares e um assessor jurídico) no legislativo municipal. É que cada vereador poderá ter um assessor para ajudar nos trabalhos internos. Os novos contratados custarão para o erário público o valor de R$ 17 mil por mês. O problema é que não tem espaço para colocar tanta gente na Câmara, pois só há duas salas: uma para o presidente e uma para os demais vereadores.
A população da cidade se revoltou e já começou a coletar assinaturas para derrubar o projeto. Os organizadores da campanha “Assessor não” prevêem coletar 2,7 mil assinaturas até o próximo dia 10 de fevereiro.

CRISE

Não pretendemos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo.
A crise é a melhor bênção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque a crise traz progressos.
A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura.
É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias.
Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar superado.
Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais aos problemas do que às soluções.
A verdadeira crise é a crise da incompetência.
O inconveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas e soluções fáceis.
Sem crise não há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia.
Sem crise não há mérito.
É na crise que se aflora o melhor de cada um.
Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo.
Em vez disso, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la.

Albert Einstein






Sérgio Eduardo de Oliveira - 02/02/2009

Um comentário:

  1. Puxa que legal um tucano na secom. Será que a bola da vez é o Geovani? O cara merecia.

    ResponderExcluir