quarta-feira, 11 de março de 2009

ACABOU EM NADA?



Porque depois das eleições municipais de 2008 ninguém mais falou sobre esse assunto? Ainda há muita coisa para ser explicada.
Com a palavra, a Justiça.

AVALIAÇÃO DOS PREFEITOS

De 01 a 03 de março a empresa FHB, de Blumenau, fez uma nova avaliação das administrações municipais de Santa Catarina. Foram consultadas 5600 pessoas nas seis regiões do Estado. Na lista dos dez gestores públicos catarinenses melhores avaliados, o prefeito de Palhoça, Ronério Heiderscheidt (PMDB), lidera com 93% de aprovação. Em segundo, aparece o prefeito de São Francisco do Sul, Luiz Roberto de Oliveira, com 91%, seguido pelo prefeito de Chapecó, João Rodrigues, do DEM, com 88%. Em quarto lugar está o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), com 84%. O prefeito de São José, Djalma Berger (PSB), ficou em quinto lugar com 82%. Já na quinta posição aparece o prefeito de Blumenau, João Paulo Kleinubing (DEM), com 80% e em sexto está Dário Berger, prefeito de Florianópolis, com 78%.

VOLTA POR CIMA



Depois de sofrer com um câncer maligno na boca, o delegado Waldir César Padilha volta à cena na segurança pública catarinense. Ele assume, a partir da próxima semana, a delegacia regional de Canoinhas. Segundo ele, deverá voltar para Blumenau para assumir a 1ª delegacia, aqui na cidade, depois de setembro. Segundo Padilha, quando deixou a polícia, a segurança pública na cidade estava bem melhor do que hoje, mas isenta os policiais civis pelo aumento da criminalidade.
Se diz, hoje, mais religioso e mais presente na vida da família e dos amigos. Ele pretende continuar na carreira somente por mais dois anos e depois se aposentar, deixando a difícil missão de policial para os mais jovens.
Antes mesmo de Padilha voltar para Blumenau, os bandidos já estão com os pêlos em pé, pois esse bota medo na bandidagem.
Entre tantos casos que resolveu, foi ele quem desvendou a morte da funcionária da Furb, Elfy Eggert.

NOVA FASE

Ontem foi o dia da confirmação da total desvinculação da ex-secretária de comunicação de Blumenau, Fabrícia Zucco, do poder público.
A partir de agora, com a efetivação de Cássio Quadros, os funcionários poderão dar início a uma nova forma de trabalhar da assessoria.
Ele, Cássio, é visto pelos integrantes da administração de João Paulo Kleinubing como uma pessoa maleável, inteligente e bastante acessível, diferente de Fabrícia que era vista pela comunidade jornalística como uma pessoa intransigente e difícil.
Segundo alguns radialistas, ela tratava os assuntos jornalísticos de cima para baixo: pedindo a cabeça de alguns profissionais que falavam o que ela não queria que fosse para o ar.
Mas, a partir de agora, a assessoria parece tomar um novo rumo, inclusive porque ontem mesmo o Prefeito já passou por vários veículos de comunicação da cidade para conversar sobre todos os assuntos difíceis que pairam sobre o governo, como os abrigos, a falta de água na velha e sobre a comida doada que foi parar no lixão.
Começaram bem, pois a assessoria de imprensa da prefeitura só tem finalidade quando tem a liberdade para fazer o seu trabalho.

CHICO MALFITANI

O marketeiro Chico Malfitani, que fez a campanha de João Paulo Kleinubing em 2008, será visto muitas vezes andando pelos corredores da Prefeitura de Blumenau.
Ele foi contratado pela agência Propag, de Florianópolis, para prestar assessoria aos clientes da agência, e como a Prefeitura de Blumenau é um desses clientes, poderá desfrutar dos conhecimentos desse grande profissional.
Ele não irá receber nenhum tipo de pagamento da administração municipal, cabendo a agência remunerá-lo pelos serviços prestados.
Malfitani será muito útil para mudar a imagem desse novo governo de Kleinubing, que sofreu alguns arranhões em virtude da não definição dos integrantes da assessoria de comunicação.
Mas agora a coisa parece que vai engrenar.

SAMAE FAZ INVESTIMENTOS

O Samae já iniciou a construção de um booster de linha, na adutora do R-4, que vai aumentar a carga da rede e melhorará o abastecimento de água naquela região.
A função do booster é de aumentar a pressão do fluxo de água da rede, diminuindo a pressão necessária da bomba situada na ETA II e, consequentemente, provocar um aumento na vazão do sistema.
A nova estação elevatória está sendo construída na rua Bahia, próximo ao trevo da rua General Osório. A estação terá uma casa de bombas que vai abrigar duas bombas, sendo uma reserva, ambas acionadas por motores de 150 cv, painel elétrico de acionamento composto por inversor de freqüência, para um melhor controle do acionamento.
Com isso, a autarquia pretende melhorar o abastecimento e diminuir a falta de água na região da Velha. Segundo o prefeito João Paulo Kleinubing, o investimento que o Samae fará com recursos próprios chega a aproximadamente R$ 200 mil para melhorar a distribuição de água na cidade.

CLIMA QUENTE 1

A sessão de terça-feira da Câmara de Vereadores de Blumenau estava pra lá de movimentada. Na discussão para a criação da Comissão que vai acompanhar a aplicação dos recursos para os desabrigados, o vereador Vanderlei de Oliveira (PT) acabou votando contra a criação porque, segundo ele, não adianta acompanhar nada dessa administração.
Para reforçar seu ponto de vista, disse que nos fins de semana a Defesa Civil do município é atendida por um vigia e que a atual administração mentiu ao dizer para onde foram enviados os donativos recebidos na enchente.
O vereador Marcelo Schrube (DEM) retrucou dizendo que, na prefeitura, não é de hoje que o vigia fez esse serviço, pois ele atende e repassa as informações para as pessoas responsáveis.
Aproveitou para citar a condenação dos ex-diretores da URB do governo do PT, que foram obrigados pela justiça a devolverem mais de R$ 200 mil aos cofres públicos. Para Schrube, “a comissão será criada para fiscalizar esse tipo de jeito de governar”, referindo aos oito anos do Prefeito Décio Lima.
Botou lenha na fogueira.

CLIMA QUANTE 2



Duas outras situações, envolvendo a platéia, acabaram esquentando o clima da sessão de ontem. Primeiro foi a Sra. Maria Martins que, no meio da sessão, fez um apelo para os vereadores intervirem junto à empresa Blumeterra, que faz o recolhimento do lixo em Blumenau, para que ela faça o depósito do INSS e do fundo de garantia dos funcionários.
Segundo ela, há nove meses a empresa não cumpre com essas obrigações. Ela informou que é mulher de um motorista do caminhão de lixo e está trabalhando além das oito horas diárias. Maria Martins também disse que o lixo se acumula na cidade pela falta de funcionários, “pois ninguém quer ir trabalhar numa empresa que não cumpre com as suas obrigações”, finalizou.
O Blog do NEURôNIO vai ouvir a empresa Blumeterra e o Samae para ver se realmente isso está acontecendo.

CLIMA QUENTE 3



Outro momento constrangedor foi quando o vereador Marcelo Schrube (DEM), no seu pronunciamento, disse que quem quisesse consumir os produtos que foram descartados e levados para o aterro sanitário, ele deixaria a disposição.
Schrube mostrou que muitos dos produtos doados na enchente de 2008 foram jogados fora porque não tinham nenhuma condição de consumo, como uma lata de sardinha que já veio enferrujada, produtos que tinham a data de validade vencidos em 2007 e outros que apresentavam aparência modificada, como um litro de leito violado no transporte da sua origem para Blumenau.
Mas o espectador Cleber José dos Santos, que assistia a sessão no plenário, não gostou das palavras do vereador e decidiu bater boca, dizendo que Schrube era um imundo e não deveria falar daquele jeito com quem estava ali.
Schrube virou-se para o rapaz, segurou-se, e não disse nada.
Preferiu engolir esse sapo.

CIDADÃ BLUMENAUENSE

De autoria da Mesa Diretora da Câmara de Blumenau, os vereadores aprovaram por unanimidade (13 votos), na sessão de ontem, a concessão do Título de Cidadã Blumenauense para a deputada Ana Paula Lima, do PT.
Ana Paula é natural de Blumenau e é, desde 1990, funcionária pública municipal.
Graduada em enfermagem e obstetrícia, Ana Paula Lima atuou como enfermeira pelo município até o ano de 1996. em 1997 tornou-se primeira dama do município depois que Décio Lima (PT), seu marido, elegeu-se prefeito da cidade. É deputada estadual desde 2003, tendo conseguido a reeleição em 2006.

DESTITUÍDO



O ex-vereador e ex-presidente da Fundação Cultural de Blumenau, Ivo Hadlich, acabou levando mais uma rasteira do próprio ninho. Fiou sabendo, no início deste ano, que não era mais o comandante da cultura da cidade pela imprensa. Seu partido, o PMDB, não teve nem o cuidado de conversar com o ex-presidente para explicar que a suplente de vereadora, Marlene Schlindwein, iria ocupar seu lugar.
Quando viu, estava fora. Mas como ele mesmo diz, não é a primeira e nem será a última da cúpula peemedebista.
Outra que caiu por causa do PMDB foi a competente jornalista Krislei Oeschler, que até o início de fevereiro ocupava o cargo de Diretora de Comunicação do Seterb, órgão responsável pelo transporte público de Blumenau.
Sua exoneração foi política e não por falta de competência. Krislei foi contratada pelo ex-presidente da autarquia, Carlos Menestrina, no primeiro mandato de Kleinubing por causa da sua atuação na imprensa local, e como não quis se filiar a nenhum partido, caiu para que o PMDB pudesse colocar um assessor filiado ao partido.
Como já disse, nada contra o atual assessor, mas sim contra a forma que o PMDB sempre age nas administrações que participa.

APROVADO 1



A Câmara de Vereadores de Itajaí aprovou por unanimidade em única discussão e votação, na sessão desta terça-feira (10), o Projeto de Lei Complementar que dispõe sobre a estrutura organizacional do Poder Executivo do Município.
De acordo com o Prefeito Jandir Bellini (PP), o projeto foi elaborado a partir da análise que o governo vem fazendo desde o início da nova gestão pública, no sentido de estipular uma melhor organização administrativa pautando-se na eficiência da administração pública. A estrutura da administração direta compreenderá o Gabinete do Prefeito, o Gabinete do Vice-Prefeito, a Procuradoria-Geral do Município, as 4 Coordenadorias Regionais de Atendimento ao Cidadão e mais 16 Secretarias Municipais. A maior mudança, segundo o projeto, fica por conta da transformação da Fundação Itajaiense de Turismo em Secretaria Municipal de Turismo.

APROVADO 2

Na administração indireta, o projeto também define a estrutura e as competências das fundações públicas, como a Fundação Cultural de Itajaí, a Fundação Municipal de Esporte e Lazer, a Fundação Genésio Miranda Lins e a Fundação do Meio Ambiente da cidade. Somente a Fundação de Educação Profissional e Administração Pública e as autarquias municipais, representadas pela Superintendência do Porto de Itajaí, pelo Instituto de Previdência de Itajaí e pelo Serviço Municipal de Água e Saneamento Básico e Infraestrutura, continuarão sendo regidas pelas normas que as criaram e estruturaram.
O Projeto estabelece a estrutura e as atribuições da Coordenadoria de Defesa Civil. Ela terá apenas quatro funcionários, ficará ligada ao Gabinete do Prefeito e será constituída pelas Gerências de Prevenção, de Operações e de Apoio Logístico.




Sérgio Eduardo de Oliveira – 11/03/2009

2 comentários:

  1. Não é à toa que Ivo Hadlich foi dispensado. Já está ultrapassado e é raposa velha que nem os caciques do PMDB que o expurgaram. Por isso nem se impressiona mais. Sabe como funciona o (mal) jogo e o joga.

    ResponderExcluir
  2. E AFINAL SERGIO, QUANDO SERÃO NOMEADOS O Ccs DA PREFEITURA, E AS FG QUANDO SERÃO PAGAS, ESTÃO BRINCANDO COM COISA SERIA...

    ResponderExcluir