quarta-feira, 18 de março de 2009

ANGELONI


Alguns funcionários da rede de supermercados Angeloni, com sede em Criciúma, não engoliram a afirmação de que a rede não foi vendida para o grupo Wall-Mart. Segundo eles, em Blumenau, Florianópolis e em Balneário Camboriú faltam produtos nas prateleiras já a algum tempo. Para especialistas da área, isso seria um indicativo que a rede passa por mudanças administrativas. Os gerentes das lojas desconversam, mas a mesma estratégia já foi adotada pela rede Carrefour, em São Paulo, quando compraram outros mercados menores.
É o tal negócio, onde há fumaça há fogo.
Vamos aguardar.

MOSCA AZUL

Não só o cargo de governador do estado de SC está sendo cobiçado por políticos, mas também o cargo de senador está despertando nos interessados uma grande euforia.
Para o governo do estado estão cotados o senador Raimundo Colombo (DEM), o vice-governador Leonel Pavan (PSDB), o presidente da Celesc, Eduardo Pinho Moreira (PMDB), a Senadora Ideli Salvatti (PT) e o ex-senador Hugo Biehl (PP). Já para o senado, lançaram ou lançarão suas candidaturas o prefeito de Chapecó, João Rodrigues (DEM), o deputado federal João Pizzolatti (PP), o governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) e mais um candidato do PT catarinense.
Provavelmente não teremos polarização entre duas candidaturas.

AMIN DENOVO



Já não bastasse a possibilidade de Esperidião Amin assumir o governo do estado caso a cassação de Luiz Henrique se confirme, agora aparece a possibilidade de ele assumir também a prefeitura de Florianópolis. É que o atual prefeito da capital, Dário Berger (PMDB), está aguardando o desfecho do processo de impugnação da sua candidatura por ter disputado por quatro vezes consecutivas o cargo de prefeito. Foram duas vezes por São José e mais duas por Florianópolis. Como a lei proíbe que isso ocorra, mesmo sendo em municípios diferentes, o caso está sendo analisado pelos membros do TRE/SC e deve ser julgado em abril.
O caso começou quando o procurador regional eleitoral de Santa Catarina, Cláudio Dutra Fontella, acolheu o recurso do PP, feito pelo advogado Gley Sagaz, que pede a cassação do diploma de Berger por prática de prefeitura itinerante.
O parecer de Dutra foi emitido logo depois que o Tribunal Superior Eleitoral determinou a realização de eleição extra no município de Porto de Pedras (Alagoas), onde o prefeito concorreu, em 2008, a um terceiro mandato consecutivo, utilizando-se do artifício da troca de domicílio eleitoral.
Mas o que pode ocorrer também é o TRE decidir que haja uma nova eleição entre o segundo colocado, Esperidião Amin, e o terceiro, que foi César Souza Jr..
Amin pode terminar o ano com dois mandatos tirado das mãos de peemedebistas.

PIADA OU IRONIA DO DESTINO?



A Comissão de Constituição, Legislação e Justiça da Câmara de Vereadores de Blumenau analisou e encaminhou para a Procuradoria Jurídica o Projeto de Lei do vereador Zeca Bombeiro (PDT) que quer implantar nas escolas municipais a ficha de conduta disciplinar. A tal “ficha de conduta disciplinar”, que deverá ser preenchida pelos professores, vai avaliar o comportamento de cada aluno.
Segundo o projeto, constará dela a relação do aluno com os colegas, tratamento aos professores e funcionários e atos de indisciplina cometidos dentro da escola e vai determinar que pais ou responsáveis sejam chamados na escola para esclarecimentos e participação de palestras com psicólogos.
Depois que o vereador Zeca Bombeiro foi flagrado tentando escapar de uma blitz de trânsito, essa ficha deveria também sem implantada na Câmara de Vereadores de Blumenau.
Tem gente ali que teria que participar de palestras com psicólogos o ano inteiro.
Ora vereador, criar uma lei que puna alguém, tem que primeiro dar o exemplo.

MÓVEIS RUDNICK DIMINUI JORNADA

Numa assembléia feita com 89% dos funcionários da Empresa Rudnick, de São Bento do Sul, ficou decidido que a jornada de trabalho será reduzida em 20%, mas os salários serão diminuídos em 10%.
Dos 700 trabalhadores, 560 decidiram que cada um, empresa e funcionários, assumirão parte das perdas salariais.
Tudo por causa da crise mundial, que atingiu em cheio a indústria moveleira de SC. Essa medida será aplicada na empresa pelos próximos 90 dias. A maioria delas tem seus maiores clientes radicada na Europa e nos Estados Unidos.
Outra empresa que já estuda adotar essa medida é a Móveis Seiva, também de São Bento do Sul, com 90 funcionários, que já receberam férias coletivas pelos próximos dez dias.

NOVA TV POR ASSINATURA

Chegou em Blumenau mais uma opção de TV por assinatura. Agora, além da Net/BTV e da Sky, tem também a Via Embratel que trabalha com o mesmo sistema da Sky, mas, segundo a empresa, com preços menores.
O sinal também é digital, mas por causa do conversor, pode ser usado em TVs analógicas. A Embratel lançou o novo serviço depois que enviou para o espaço o satélite Star One CO2, que além de ampliar a capacidade de telecomunicações no Brasil, vai transmitir o sinal dos canais para a antena que é cedida aos clientes em sistema de comodato.
O centro de controle do Satélite da Embratel está situado em Guaratiba (RJ) e é o teleporto onde estão todos os equipamentos de recepção, transmissão e processamento de sinais.
O único problema é que a Telmex, maior acionista da Embratel, também detém o controle da Net e da Sky. Portanto, um grande monopólio.
E a justiça e o governo federal fecham os olhos para isso.

FICOU SABENDO PELA IMPRENSA



Já não era de hoje que o Secretário de Comunicação da Prefeitura de Florianópolis, Paulo Arenhart, estava descontente com o tratamento que vinha recebendo do prefeito Dário Berger (PMDB). Arenhart foi indicado pelo deputado federal e ex-governador Paulo Afonso Vieira.
O editor do Diário Catarinense, Roberto Azevedo, numa conversa por telefone com o prefeito Dário Berger (PMDB), acabou informando que Arenhart havia pedido a exoneração da secretaria.
Dário, visivelmente desconfortável, disse que se o pedido já foi protocolado, ele aceitaria, mas que ainda não tem nenhum nome para substituir o ex-Secretário.
Paulo Arenhart disse que saiu da prefeitura para poder voltar para a Assembléia, onde é concursado, mas também informou que vinha tendo dificuldade para falar com o prefeito para estabelecer a política de atuação do governo.
Depois da reeleição, em 2008, não só alguns membros de confiança do prefeito reclamam, mas muitos peemedebistas estão descontentes com a nova maneira de trabalhar e de agir de Dário Berger.
Por debaixo dos panos, Dário ainda tenta ser o candidato do partido ao governo do estado.

PUNIÇÃO FAZ DE CONTA



Na segunda-feira, Clésio Salvaro (PSDB), prefeito de Criciúma, foi punido pelo TRE/SC com três anos sem poder concorrer a nenhum cargo eletivo.
Segundo o juiz Samir Oséas Saad, relator do processo, a punição se deu por causa das várias ações assistencialistas do prefeito quando ainda era deputado estadual. Ações como o ônibus Expresso da Amizade, usado para assistências gratuitas médica, odontológica e jurídica; o Dia da Solidariedade, que arrecadou alimentos; o Casamento Comunitário promovido pela Rádio Ilha Negra; e o Programa Alô Salvaro, que aos sábados distribui cadeiras de rodas, dentaduras e demais brindes à população.
A punição é para os próximos três anos, mas o prefeito não vai perder o cargo e pode continuar a frente da prefeitura de Criciúma.
Apesar de Salvaro receber a punição com indignação, ele não pretende recorrer da decisão.
É obvio que não vai, pois como pretende ficar os quatro anos na prefeitura, não terá prejuízo político algum, pois punição como essa todo político sonha em receber.




Sérgio Eduardo de Oliveira – 17/03/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário