quinta-feira, 12 de março de 2009

FALCÃO EM BLUMENAU



Teve início na noite de ontem a 1ª Copa Renault Liberte de Futsal, que acontece até o próximo sábado no Ginásio do Galegão, em Blumenau, com a participação dos times da ADHering (Blumenau), Malwee (Jaraguá do Sul), do Capivari Futsal (Capivari de Baixo) e Atlântico (Erechim/RS).
Os ingressos podem ser comprados na ADHering, no bairro Água Verde, e na Concessionária Liberte, na rua São Paulo, pelo preço de R$ 5,00 mais 1 kg de alimento não perecível.
Vale a pena assistir, pois depois não venham dizer que Blumenau não tem eventos esportivos de qualidade.

PROJETO VIVA ARENA MULTIUSO



Aconteceu ontem, em São José, o primeiro evento do Projeto Viva Arena Multiuso de SC. Esse projeto é um festival de esportes e lazer que vai percorrer várias cidades do estado.
O Viva Arena é uma realização da Unesporte (União de Instituições do Esporte, Educação Física e Lazer de Santa Catarina) com recursos do Fundesporte e tem o apoio Grupo RBS e do governo do estado através da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte.
Essa primeira edição, que vai de março até dezembro, o projeto acontecerá nas cidades de São José, Concórdia, Brusque, Jaraguá do Sul, Blumenau, Joinville e Itajaí, que possuem espaços multiuso com quadras esportivas.
Em cada cidade, o evento vai ser realizado em 3 dias de atividades, com competições e clínicas esportivas, com apresentações musicais e circenses, exposições, teatro e outras atrações.
A idéia é boa, mas tomara que esse evento não vire um palanque político para as eleições de 2010.

A ECONOMIA

A crise chegou de vez no Brasil e em SC. As exportações caíram 22,3% em SC, o IBGE anunciou queda de 1,3 no número de postos de trabalho, a arrecadação do estado caiu e o preço dos remédios irá subir 5,9%.
A população vai ter que se preparar para os tempos de vacas magras, onde a compra no mercado vai ter que ter apenas o necessário, o giro de recursos vai diminuir e os empréstimos e financiamentos terão que ser esquecidos pela população. Caso contrário, como acontece hoje com muitos aposentados, vão acabar devendo o que não podem pagar.
É melhor todo mundo se preparar para o pior, pois se realmente for apenas uma marolinha, as suas contas estarão melhores do que antes.
Se o pior vier, que Deus nos acuda.

RERCURSOS DA RIC RECORD



O jornal Impacto, de Florianópolis, publicou na sua página da Internet a nota que fala sobre a ação popular, movida por Samuel de Souza Rodrigues contra a Ric Record na década de 80. Leia na íntegra a matéria acessando o link http://impactosc.blogspot.com/.

OUTRA DO IMPACTO



"Foi realizada na terça-feira dia 10, promovido pelas deputadas Ada de Luca (PMDB), Ana Paula de Lima (PT) e Odete de Jesus (PRB), que formam a chamada Bancada Feminina, a interrupção da sessão plenária da Assembléia Legislativa para a realização de um ato simbólico pelo fim da violência contra a mulher. Um ato hipócrita de quem trata seus pares, os políticos, de forma diferente do tratamento dado aos cidadãos comuns. Existe uma denúncia grave já investigada e estacionada na Justiça, no Ministério Público, na própria Assembléia Legislativa e na Polícia, de um ato selvagem provocado pelo deputado Renato Hinnig (PMDB) contra sua ex-esposa na frente do filho do casal, uma criança de apenas três anos (na época). Provado e impune. Anexo BO feita pela agredida em novembro de 2007. Lá se vão mais de 16 meses de uma vergonhosa impunidade. Pior, de uma mesquinha e imoral não punitiva".

OS CARROS FORTE

O vereador Deusdith de Souza (PP) falou na sessão de terça-feira, que algumas leis não são cumpridas em Blumenau. Uma das leis citadas foi a de Nº 5.017, que dispõe sobre os carros de valores que fazem carga e descarga em frente aos estabelecimentos financeiros no município. O vereador reclamou que a legislação, que diz que o serviço deve ser realizado dentro do estacionamento do Banco, não está sendo obedecida pelas empresas. Segundo ele, os carros fortes estão usando um espaço na área azul, sem a utilização do cartão e, muitas vezes, acabam parando em fila dupla na rua XV de novembro.
Deusdith informou que vai novamente, com base na lei, tentar exigir que o Prefeito a regulamente. “Caso contrário, os vereadores terão que se reunir para modificar a lei”, finalizou o vereador.
É um verdadeiro absurdo o que os carros fortes fazem na cidade de Blumenau. E o pior é que a guarda municipal de trânsito geralmente é conivente com esse abuso, provavelmente a mando da direção do Seterb.

FICHAS AZUIS

O Seterb, órgão regulador do transporte coletivo de Blumenau, informa que as fichas azuis só serão aceitas até o próximo dia 21 de março. Após, até o dia 29 de maio, o cidadão vai ter que ir até o Consórcio Siga, no Shopping Neumarkt, para fazer a conversão das fichas em créditos.
Na quarta-feira o Seterb permitiu que o Siga retire de circulação as fichas azuis, colocando em prática mais uma etapa da implantação do moderno sistema de bilhetagem eletrônica no transporte coletivo da cidade.
O sistema de bilhetagem eletrônica foi implantado em 2007, seguindo a tendência de outras cidades do país, proporcionando mais segurança e comodidade, pois em caso de perda do cartão, os créditos podem transferidos para um novo cartão.
Portanto, quem ainda tiver as fichas azuis, façam a troca o quanto antes para não pegar fila depois.

PARQUE TECNOLÓGICO

Na quarta-feira, durante a sessão ordinária da Assembléia, o deputado estadual Jean Kuhlmann (DEM) comentou sobre a importância de novos investimentos do governo do estado para a instalação do Parque Tecnológico de Blumenau, no bairro Garcia, que tem importância fundamental para o desenvolvimento da região. Jean disse que, por causa da Furb, as empresas de software ocupam lugar de destaque na economia local.
O deputado destacou o empenho do governo em dar continuidade ao projeto que já recebeu investimentos da ordem de R$ 300 mil, mas informou que ainda faltam R$ 200 mil para a reforma da área da incubadora, onde mais de 20 empresas podem ser abrigadas.
O Parque Tecnológico de Blumenau, que está sendo construído em terreno de propriedade da SC Parcerias, tem capacidade de gerar empregos e de absorver mão-de-obra formada na própria FURB.

O PT CONTRA A CIDADE



O vereador Vanderlei de Oliveira (PT) classificou a formação da Comissão Especial de Fiscalização dos Recursos Destinados à Reconstrução como um factoide.
No seu pronunciamento, o também vereador João Marçal, defendeu que a criação do grupo serve para desmascarar o governo federal, pois a medida provisória que libera R$ 1,6 bilhão para a reconstrução das cidades atingidas no país, segundo Marçal, R$ 280 milhões serão destinados a reformas nas rodovias, R$ 100 milhões para a saúde, R$ 150 milhões às Forças Armadas, R$ 350 milhões ao porto de Itajaí e R$ 720 milhões para a Defesa Civil Nacional, sendo que apenas R$ 6 milhões serão destinados a Blumenau.
Para o pepista, o PT está trabalhando contra Blumenau e que o verdadeiro factoide é o Partido dos Trabalhadores por dizer que R$ 1,6 bilhão serão destinados inteiramente ao município.

Nenhum comentário:

Postar um comentário