quarta-feira, 4 de março de 2009

NOTA 1



Na nota enviada pela assessoria de comunicação da Secretaria de Educação de Joinville sobre o acidente que aconteceu com as meninas Kelly Kristyn Kruger, que acabou falecendo, e Camila da Silva, ambas com 5 anos de idade, no Centro de Educação Infantil Espinhairos, no bairro Comasa, no dia de ontem, tudo não passou de uma fatalidade.
A prefeitura da cidade lamenta o fato e informou que em agosto do ano passado foi feito uma vistoria no brinquedo do CEI e nada foi detectado.
No dia 13 de janeiro deste ano foi assinado um contrato com uma empresa para que todos os parques da rede municipal fossem novamente vistoriados e, se necessário, fosse feita a manutenção.
O prefeito Carlito Merss (PT) decretou luto oficial por três dias em Joinville.

NOTA 2

Na nota, também foi informado que a Comissão de Avaliação de Segurança nas escolas e CEIs da rede municipal vai trabalhar paralelamente à empresa contratada em janeiro.
O prefeito disse que a responsabilidade do caso é da Prefeitura porque o espaço é público.
O parque está interditado por tempo indeterminado até que todas as informações necessárias pela perícia sejam concluídas. Uma sindicância interna será aberta pela Secretaria de Educação em paralelo ao inquérito investigativo da Polícia Civil.
Marquinhos Fernandes, Secretário de Educação, disse que as aulas no CEI retornam na próxima quinta-feira em horário normal.
A prefeitura também informa que todos os procedimentos de assistência às famílias das duas crianças foram dados e continuarão sendo prestados e que a Secretária de Assistência Social, Rosemeri Costa, uma assistente social e
o presidente da Associação de Pais e Professores (APP) do CEI Espinheiros,
José Valdeci dos Anjos, acompanharão o funeral em Lages.
Kelly estudava na unidade há quase três anos. Ele deixa pais e três irmãos, dois deles alunos da rede municipal de ensino.

VOTAÇÃO

A Câmara de Vereadores de Itajaí apreciou na sessão de ontem o Projeto de Decreto Legislativo que aprova o veto total ao projeto de lei sobre a prorrogação do prazo para pagamento do imposto predial e territorial urbano de 2009 na cidade.
Em votação secreta com cédulas rubricadas, cumprindo o estabelecido pelo Regimento Interno da Casa, o projeto foi aprovado com 6 votos favoráveis, 4 contrários, e ausência do Vereador Elói Camilo da Costa (PMDB) e do Vereador Níkolas Reis (PT), esta justificada por estar em missão oficial à Câmara Municipal de Itapema.

BRINCADEIRA DE MAU GOSTO

Deputados e senadores de vários partidos lançaram ontem uma nova frente parlamentar contra a corrupção. A iniciativa surgiu depois de entrevista do senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), publicada na revista Veja de 18 de fevereiro, onde o senador acusa colegas de partido de compactuar com atos de corrupção e clientelismo.
Um dos coordenadores do grupo, o deputado Arnaldo Jardim (PPS-SP), afirma que a frente vai defender medidas para dar transparência às ações do Poder Executivo, especialmente na execução orçamentária.
Mas o grande problema está no legislativo, mas esse poder ninguém pensa em controlar, pois é ali que surgem as gordas propinas que sustenta a corrupção nacional.
Alguém acredita que essa frente tem moral para cuidar de alguma coisa que se refira à corrupção. Deveriam começar pela Câmara dos Deputados e pelo próprio Senado.
Quando isso acontecer, mudo minha opinião.

CONVITE

Parece que a Assessoria de Comunicação Câmara de Vereadores de Itajaí está mais empenhada na organização da visita dos deputados federais, na próxima quinta e sexta-feira, em Santa Catarina.
Enviaram para a imprensa do Vale do Itajaí, em nome do governo do estado de Santa Catarina e também em nome da Câmara dos Deputados, inclusive com a assinatura do governador Luiz Henrique e do deputado Paulinho Bornhausen, um convite para acompanhar o governador e os deputados pela cidade de Itajaí, que começará pelo Porto, às 15:30 horas.
A visita em Blumenau será no mesmo dia, mas até agora ninguém informou a imprensa qual será o trajeto que os deputados irão fazer por Blumenau.

DADO INTERESSANTE

O site Noticenter publicou a seguinte nota:
CRESCIMENTO PROFISSIONAL



Pesquisa da Sociesc mostra que alunos catarinenses de MBAs recebem apoio das empresas e evoluem na carreira. Levantamento junto a mais de mil alunos dos cursos de pós-graduação da Fundação Getulio Vargas em Santa Catarina mostra que 82,1% tiveram alterações positivas na carreira ou nos negócios antes mesmo de concluir o curso. A pesquisa revela ainda que 66,2% dos alunos contam com apoio financeiro de suas empresas para se aperfeiçoarem e que 94,8% recomendam os MBAs a colegas e amigos.

Dado bastante interessante para aqueles empresários que costumam achar que os funcionários que quiserem crescer dentro da empresa devem buscar, sozinhos, novos conhecimentos.
Grande ilusão. É o tipo da economia burra, pois manter o bom funcionário é mais barato do que ter que contratar outro.

GELADEIRA NOVA

O governo federal pretende lançar, ainda este semestre, o programa que vai estimular a classe de menor poder aquisitivo a trocar suas geladeiras velhas por outros modelos mais econômicos. O objetivo é facilitar a substituição de dez milhões de eletrodomésticos por outros que tenham consumo menor de energia elétrica. A previsão inicial era de o pacote de incentivo fosse lançado apenas no segundo semestre, mas a antecipação foi anunciada ontem pelo ministro de Relações Institucionais da Presidência da República, José Múcio.
A informação foi divulgada após uma reunião no Ministério de Minas e Enegia. De acordo com o ministro Edison Lobão, o presidente Lula deve bater o martelo sobre a questão ainda em março.
Segundo as primeiras propostas apresentadas no início de 2008, o governo poderá reduzir ou eliminar os impostos federais que incidem sobre a produção do eletrodoméstico para facilitar a troca por outro novo.
Cálculos do governo dão conta de que o consumo de uma geladeira antiga para as famílias de baixa renda representa 27% do gasto total de eletricidade. Por isso, a ideia seria permitir que o consumidor desse a geladeira velha como entrada. O restante do valor poderia ser financiado pela Caixa Econômica Federal.
Grandes redes de supermercados e revendedores receberiam a geladeira antiga e venderiam a nova financiada pela Caixa, como já declarou Edison Lobão.




Sérgio Eduardo de Oliveira – 04/03/2009

Um comentário:

  1. vai ser incompativel ver o claudio tentando se fazer de independente na coluna do jornal e sua namorada diretora na fundacao dos esportes. um vai ter que sair e ela deve ser. os esportista tao p… com isso pois o cara nao ajuda ninguem e ela nao tem experencia como chefe

    ResponderExcluir