terça-feira, 17 de março de 2009

VEIO DA CÂMARA

EDITAL PARA COMPRA DE EQUIPAMENTOS SERÁ REFEITO
A Mesa Diretora da Câmara Municipal decidiu hoje à tarde (16/03 – segunda-feira) pelo cancelamento do edital de licitação para aquisição de equipamentos de informática, com o propósito de buscar maior número de participantes e melhores preços. O objeto do edital, realizado no modelo de pregão presencial com menor preço por item, será mantido em sua totalidade. De acordo com a mesa diretora, a intenção principal continua sendo de manter a estrutura de informática do legislativo atualizada, para melhorar o trabalho de todos os integrantes da Câmara Municipal.

É a pressão popular fazendo valer sua força. A imprensa teve um papel fundamental, mais uma vez, para coibir mais um abuso do poder público.
Mas vamos continuar fiscalizando.

VEIO DA PREFEITURA



O vice-prefeito Rufinus Seibt estará nesta terça-feira (17) em Brasília, onde se reúne com Fernando Haddad, ministro da Educação. O objetivo da reunião é solicitar agilidade no processo de federalização da Universidade Regional de Blumenau (Furb) ou a criação de um campus de extensão da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) na cidade.
Ainda nesta terça-feira (17), Rufinus se encontra com técnicos do departamento de saneamento da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Na oportunidade, o vice-prefeito de Blumenau vai levar projetos do Samae de ampliação da ETA no bairro da Velha e do esgoto sanitário para o município.


COMISSÃO

A Comissão Especial Temporária formada na Câmara Municipal para acompanhar a liberação e aplicação dos recursos destinados à reconstrução de Blumenau, faz o primeiro encontro hoje, às 10h, na sala de reuniões do legislativo. A comissão pretende iniciar um levantamento das verbas efetivamente liberadas e anunciadas pelas três esferas de governo.
Representantes das secretarias diretamente afetadas durante a catástrofe de novembro e o secretário de Desenvolvimento Regional, Paulo França, também estarão na Câmara. A Comissão é presidida pelo vereador Fábio Fiedler (DEM), e tem como membros os vereadores Napoleão Bernardes (PSDB), João José Marçal (PP), Zeca Bombeiro (PDT) e Vanderlei de Oliveira (PT).

AUSTERIDADE



O prefeito de Palhoça, Ronério Heiderscheidt (PMDB), tomou uma medida pra lá de criativa, mas eficaz, para garantir que as empresas que prestam serviços para a prefeitura façam realmente algo com qualidade.
A partir de agora quem quiser receber pelos trabalhos feitos para a Prefeitura de Palhoça, principalmente as empreiteiras, terão que encaminhar junto com a nota fiscal, a assinatura do engenheiro responsável e também uma foto que mostre a obra executada. Se for parte de um serviço, a foto tem que mostrar que o cronograma, que está estipulado no contrato, tem que estar rigorosamente em dia.
Ronério quer, com essa medida, atestar que o que é feito para a prefeitura está realmente dentro do combinado.
É a tecnologia a serviço da população. Pode não resolver o problema, mas vai diminuir o gasto com obras que são refeitas, e pagas, mais de uma vez.

FALIU



O sistema prisional de SC faliu. Como aceitar que um preso saia de um presídio dirigindo um carro sem que ninguém verifique se ele é realmente o dono do veículo?
Nos últimos tempos, digam qual mês que não fugiu ninguém do presídio de Blumenau. Mas essa situação não é exclusividade da nossa cidade. Conversando com um cronista esportivo de Florianópolis, ele disse que por lá a coisa também ta difícil. Em Itajaí, os presos também conseguem escapar sem muitos obstáculos.
Essa situação, de presos jogados como gado dentro dos presídios, agrava cada vez mais o sistema no Brasil.
Tem que prender sim aqueles que são condenados, mas tem que manter o preso com um mínimo de dignidade, caso contrário, teremos pós-graduação em crime nesses estabelecimentos.
Talvez a coisa mude quando algum deles invadir a casa do Secretário de Segurança ou do Governador.
Aí tomarão providências, pois só fazer averiguações para ver de quem é a culpa pela fuga, não vai adiantar.
Acorda Benedet.

SIMULADOR PARA A CONSCIÊNCIA

Funcionários do Programa Rio Rural, da Secretaria Estadual de Agricultura do Rio de Janeiro, juntamente com o Laboratório Visionlab, da Pontifícia Universidade Católica, PUC-Rio, estão desenvolvendo um Sistema de Visualização e Simulação em Microbacias Hidrográficas.
O assessor técnico do projeto Rio Rural, Marcelo Costa, destaca que o projeto é uma ferramenta de planejamento voltada à comunidade, mostrando virtualmente os resultados do que pode acontecer, tanto ambientalmente quanto economicamente, com a ação humana em determinadas regiões.
O simulador pretende ainda mostrar os avanços na área ambiental, onde será possível localizar a mata ciliar, onde pode ser locada e replantada, localizar nascentes, os locais de erosão, etc.
O simulador poderá ser acessado em escolas e telecentros apoiados pelo Rio Rural e por meio do endereço eletrônico www.microbacias.rj.gov.br. O projeto está em fase final de testes e deve entrar em funcionamento dentro de um mês.




Sérgio Eduardo de Oliveira – 17/03/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário