quinta-feira, 30 de abril de 2009

CANDIDATOS PARA 2010



No encontro dos peessedebistas, ocorrido na terça-feira a noite na Sociedade Esportiva, Recreativa e Cultura Salto do Norte, em Blumenau, que contou com a presença do vice-governador Leonel Pavan, já se ventilava a possibilidade do partido não ter o cabeça de chapa da tríplice aliança em 2010, desde que o candidato seja o Senador Raimundo Colombo.
Uma outra definição do PSDB é que Dalírio Beber será candidato a deputado federal e Giancarlo Tomelin concorra a reeleição para a Assembléia Legislativa.
Mas Dalírio também poderá ser indicado como primeiro suplente de Luiz Henrique da Silveira, que vai concorrer ao Senado Federal. Com essas definições pré-arquitetadas, Leonel Pavan poderia concorrer também ao Senado, tendo como suplente um nome peemedebista, como já ocorreu em 2002 quando Pavan se elegeu para o senado pela primeira vez.
Naquela ocasião, Dalírio Beber era suplente de Cassildo Maldaner (PMDB), que perdeu as eleições para o próprio Pavan e para Ideli Salvatti (PT).

APENAS UM PROJETO

A ordem de serviço assinada na última segunda-feira para a duplicação da BR 470, que faz parte do PAC, autoriza apenas a realização do projeto de duplicação da BR-470 e não a obra em si.
Segundo informações do vereador Antônio João Veneza (DEM), em 2001 o ex-governador Esperidião Amin apresentou um projeto para a duplicação, com todos os viadutos, que sequer estão sendo usados. O vereador não entende porque fazer um novo projeto se este, feito por Amin, já está pronto.
Isso é uma coisa que até tem explicação. Nenhum político gosta de assinar nenhum projeto que não tenha sido contratado por ele, mesmo que seja igual ao do administrador anterior.
Mas os custos, perguntaria o contribuinte. Bem, os custos o povo paga, responderia o político.

PRÊMIO PARA OS MOTORISTAS

Foi aprovada a redação final do Projeto de Decreto Legislativo, de autoria do vereador João José Marçal (PP), que institui o prêmio motorista do ano aos profissionais de táxi, de ônibus e de vans do transporte coletivo.
Para receber o prêmio, segundo o projeto, os motoristas não poderão cometer nenhuma infração no trânsito nos últimos dois anos que precedem ao ano da indicação. A homenagem em forma de diploma e selo de parabrisa, deve ser entregue preferencialmente no dia 25 de Julho, Dia do Motorista, em sessão solene na Câmara de Vereadores de Blumenau.
De acordo com a matéria, poderá haver 15 indicações, o mérito de cada escolhido será avaliado por uma Comissão de Avaliação, formada pelos sete vereadores titulares mais novos, em idade, da Câmara que elegerão entre si o presidente e o relator.
Como esse projeto partiu do vereador Marçal, eu me permito arriscar que um dos indicados pelo vereador quando o prêmio for instituído, será o Maneca, motorista daquele ônibus escolar apreendido no último dia 30 de março, gerando toda polêmica entre o vereador e a guarda municipal de trânsito.

MAIS RECURSOS



A senadora Ideli Salvatti (PT) monitora diariamente a liberação de recursos para a reconstrução dos municípios atingidos pela enchente. Ontem foram destinados mais R$ 59,7 milhões pelo Ministério da Integração, resultado do entendimento realizado entre o governo federal e o governo estadual, no final da semana passada. Na segunda-feira vieram mais R$ 24,6 milhões para o Estado. Segundo Ideli, isso mostra como foi correto o procedimento entre os governos e que, quando tudo atende às exigências legais, o dinheiro vem de forma rápida e sem burocracia.
Isso é verdade.

PERGUNTAR NÃO OFENDE

“Por que agora vêm os recursos do governo federal para Blumenau?”, perguntou o vereador Marcelo Schrube (DEM), na última terça-feira, no plenário da Câmara de Blumenau.
Para ele, a reunião realizada na Prefeitura, na semana passada, deve ter assustado alguém que mandou o dinheiro. Ele acabou polemizando, dizendo que com apenas duas pessoas trabalhando no Viaduto da Mafisa, a obra levará mais de 30 anos para ficar pronta. Schrube diz que são necessários mais recursos e mais gente para terminar a obra.
Isso é verdade, mas é preciso também que os políticos da cidade parem de levar a ferro e fogo as ideologias partidárias e comecem a se unir em prol da cidade, que é o papel de quem foi eleito pelo povo.
Lembro que as eleições só acontecerão no fim de 2010. Até lá dá pra fazer muita coisa sem intenções eleitoreiras.

AMPLIAÇÃO



Rufinus Seibt (PMDB), vice-prefeito de Blumenau, conversou na última terça-feira com Gilmar Knaesel, secretário estadual de Turismo, Cultura e Esporte, sobre a ampliação do Estádio do Sesi. Ficou acertado que, após o dia 10 de maio, será marcada uma reunião com o presidente da Fiesc, Alcantaro Correa, para dar prosseguimento aos trabalhos, onde também já estaria acertado uma reunião com o governador Luiz Henrique da Silveira.
Para o vice-prefeito, a intenção é buscar recursos para a obra de ampliação através do Fundesporte. A idéia central é que esta ampliação esteja pronta até i fim deste ano para que, em 2010, o Metropolitano mande seus jogos do próximo campeonato catarinense no estádio ampliado.
Mas Rufinus já disse que para que isso ocorra, é preciso a união da iniciativa pública e privada.
Vamos ver o que sai primeiro: a ampliação do Sesi ou o novo estádio de futebol pretendido pelo Metropolitano.

NOVOS INVESTIMENTOS

Enquanto Rufinus tenta a ampliação do Sesi, o prefeito João Paulo Kleinubing analisa os estudos do Seterb com a intenção de fazer novos investimentos no transporte público da cidade, no aeroporto Quero-Quero e também algumas mudanças na área azul.
No próximo dia 6 de maio, a partir das 13:30 horas, João Paulo e Rudolf Clebsh, Presidente do Seterb, vão visitar o aeroporto Quero-Quero, na Itoupava Central, o Terminal Urbano do Aterro e também vão ver como funciona o Sistema Eletrônico de Travessia (SET).
Segundo Rudolf, em breve a cidade terá novidades. O prefeito tem acompanhado de perto os investimentos feitos pelo Seterb, como a ampliação de 40% do quadro de servidores da Guarda Municipal, a recuperação de estruturas físicas e, principalmente, as novas alternativas para auxiliar a mobilidade urbana e o trânsito, com implantação do SET.

ALGUNS NÚMEROS

Todos os dias, o terminal do Aterro recebe aproximadamente 50 mil usuários. Hoje a cidade de Blumenau conta com aproximadamente 3 milhões usuários do transporte coletivo mensalmente; a frota de ônibus da cidade é de 258 ônibus, responsáveis por 97 diferentes percursos, o que representa cerca de 5 mil viagens diariamente. O sistema coletivo urbano do município percorre uma média mensal de 1.455.952 km.
Só para se ter uma idéia, segundo o próprio Seterb, Blumenau conta hoje com aproximadamente 180 mil veículos, sendo uma das cidades com maior número de carros comparado com o número de habitantes. Isso dá mais de 1 carro para cada dois moradores da cidade.

CASSADO PREFEITO, VICE E VEREADOR DE ANGELINA

Na tarde de terça-feira a juíza eleitoral Viviana Gazaniga Maia, de Santo Amaro da Imperatriz, na grande Florianópolis, cassou, por compra de voto nas últimas eleições, o prefeito de Angelina, Gilberto Orlando Dorigon – popular Zebra – do PMDB, o vice-prefeito Adair Francisco Possamai (DEM) e o vereador Célio Antônio Shimidt (DEM). Além do afastamento imediato dos cargos, os cassados terão que pagar uma multa no valor de 1 mil UFIRs.
A juíza determina também que haja uma nova eleição na cidade no prazo de 20 a 40 dias. A ação foi ajuizada pelo PT de Angelina e pelo ex-prefeito Sérgio Murilo Costa (PT), através dos advogados Celina Duarte Rinaldi e Anderson Nazario.
Com isso, que assume a prefeitura da cidade é o presidente da Câmara de Vereadores, Neri João Ventura (PP), até que haja a realização da nova eleição. Para o deputado estadual Dirceu Dresch, a sentença faz justiça e cada vez mais coloca em cheque práticas que devem ser abolidas da política.
Vale lembrar que o governo Lula e o governador Luiz Henrique já perderam muitas noites de sono por terem que explicar o uso de práticas não muito democráticas.
Pimenta no dos outros é refresco!

MAIS MORDOMIA



Os vereadores da cidade de Joinville, no norte de SC, já estão com os novos veículos a sua disposição para se deslocarem para onde bem entenderem e quando quiserem. A Câmara de Vereadores alugou 16 carros novinhos em folha para os legisladores, onde cada um custará por mês aos cofres públicos o valor de R$ 20,7 mil, pago pelo contribuinte é claro.
Apenas os vereadores Manoel Bento (PT), James Schroeder (PDT) e Alodir Alves de Cristo (DEM) informaram que não irão usar os veículos.
Já não bastasse terem celulares, assessores, toda a estrutura da Câmara e tudo mais que o cargo lhe reserva, ainda ganham um carro zero para irem e voltarem do trabalho?
Tomara que os demais vereadores de SC não tomem conhecimento do caso, caso contrário é mais gasto no lombo do trabalhador, que é obrigado a pegar ônibus lotado e pagar a passagem.



Sérgio Eduardo de Oliveira – 30/04/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário