sexta-feira, 22 de maio de 2009

APOIO

O PMDB de Florianópolis lançou uma nota de apoio ao governador Luiz Henrique da Silveira no caso do processo de cassação do diploma do governador. Segue abaixo a nota na íntegra.
Mas é bom lembrar também da frase do ministro Ayres Britto, relator do processo.
“Não basta ganhar a eleição; tem que ganhá-la limpamente”.

O Diretório Municipal do PMDB de Florianópolis presta solidariedade e apoio ao governador do Estado, Luiz Henrique da Silveira, ante os julgamentos dos processos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que visam a afastá-lo do cargo legitimamente conquistado nas urnas.
O princípio básico do regime democrático é o respeito à vontade da maioria. Não se pode macular essa vontade externada nas urnas com pretextos inconsistentes dos derrotados, que destoam da segurança jurídica.
Em 2006, o governador Luiz Henrique apresentou pedido de renúncia — sem que houvesse necessidade e num fato sem precedentes no país — para disputar em situação de igualdade a reeleição, ao contrário do que ocorreu em 2002. Portanto, não se pode argumentar abuso do poder por quem não o detinha.
Neste país, graças à luta e ao sangue de muitos, é o povo que escolhe seus representantes. Assim, quem sempre lutou pelo Estado Democrático de Direito confia plenamente no Poder Judiciário, e este sabe que o mandato é sagrado, pois advém da vontade popular.
Por isso, temos a tranqüilidade e a certeza de que os representantes do Judiciário saberão repelir os subterfúgios usados por aqueles que buscam assumir cargos que as urnas lhes negaram, e respeitarão o anseio de milhões de catarinenses.

Adriano Zanotto
Presidente municipal do PMDB de Florianópolis

A CÂMARA

Fiquei sabendo que o Diretor da Câmara Municipal de Vereadores, o advogado César Botelho, não gostou muito das críticas que fiz no caso dos funcionários demitidos por ele. Como disse ontem, não sei se ele demitiu os funcionários depois de uma ordem do Presidente Jens Mantau, ou se tomou à decisão por conta própria. Ainda não tenho essa informação porque o celular de Jens estava desligado.
Mas continuo a dizer que puniram somente os funcionários que estavam cumprindo ordens, porque aqueles que deveriam ser punidos de verdade acabaram ganhando carta branca do legislativo blumenauense.
Enfim, eles sabem o que deveriam e ainda devem fazer. Basta querer.
Eu ainda quero saber das denúncias que Marçal (PP) fez contra o Presidente do Seterb, Rudolf Clebsh (PMDB), quem gravou o áudio no dia 30 de março e entregou para o vereador Vanderlei de Oliveira (PT) e também o porque do silêncio do PDT neste caso.

OPERAÇÃO ARRASTÃO

Para os que ainda não sabem, os policiais envolvidos na operação Arrastão, aquela que desmanchou a quadrilha de caça-níqueis na cidade de Brusque, ou pelo menos tentaram, já estão de volta para suas casas.
Os policiais militares devem sim receber uma punição da corporação, mas os civis devem ser “obrigados” a usufruírem uma licença para esperar o julgamento da justiça. Para o delegado e vereador Ademir Braz de Souza (PMDB), que era visto como um dos chefes da organização, segundo a promotoria, provavelmente também deverá responder um processo por fraude eleitoral no TRE.
O comentário em Brusque é que, dependendo do resultado no Tribunal Regional Eleitoral, o delegado será obrigado a se aposentar ou poderá até ser transferido no caso de ter o mandato cassado.
Caso continue como vereador daquela cidade, poderá ter uma suspensão até que a coisa esfrie, e depois volta à ativa.
Vale lembrar que ele era um militante de confiança do Governador Luiz Henrique.

O PROCON E O CDL

Li no Jornal Folha de Blumenau deste sábado que a CDL, através do presidente Marcelino Campos, mostra-se favorável ao projeto que dá poder de polícia para o Procon multar os lojistas que não cumprem o código de defesa do consumidor. Já Alexandre Petters, presidente do Sindilojas, é totalmente contrário a mudanças no Procon, pois ele entende que o Procon não tem qualificação para fiscalizar e multar.
Na matéria, o prefeito diz que dará seguimento ao projeto depois que o Procon e os lojistas entrarem num acordo para que o órgão mude.
Ora prefeito, como é que um órgão como o Procon tem que se entender justamente com aqueles que ele vai fiscalizar?
É o mesmo que pedir para a polícia combinar com os ladrões quando eles serão presos.
Segundo o ex-diretor do Procon de Blumenau, César João Cim, a CDL já pressionou vereadores e prefeitos para que o órgão de defesa do consumidor não tivesse esse tipo e poder. Segundo Cim, numa certa ocasião, ele interceptou uma correspondência da CDL pedindo para justamente dificultar a aprovação de um projeto que queria dar maior poder de punição.
To achando que esse projeto será feito na medida para beneficiar os lojistas, e não o consumidor, como deverá ser.
Mesmo assim, prefiro esperar.

MUSEU DOS CAÇA E TIRO

Conversei ontem com o vereador Beto Tribéss, no programa Passando a Limpo, na Rádio Blumenau, sobre a reunião que ele participou na Câmara de Vereadores, na tarde de sexta-feira, sobre a criação do Museu dos Clubes de Caça e Tiro de Blumenau, que será instalado no Clube Recreativo, Esportivo e Cultural Concórdia, na Itoupava Central.
As obras de restauração e reabilitação do clube onde será instalado o museu iniciaram em 2008 e devem ser concluídas até setembro deste ano. Já foram investidos na obra cerca de R$ 500 mil.
O vereador Beto Tribess demonstra preocupação com a manutenção das tradições. “O Museu terá pertences desde o primeiro Clube até os 39 existentes hoje”, enfatiza.
Como colaboração, pedi que o vereador Beto entrasse em contato com Nerino Furlan para que, junto com o poder público municipal, encontre-se uma forma de usar as criações de Nerino para desenvolver o turismo e a preservação das tradições em Blumenau.
Segundo o vereador, os Clubes de Caça e Tiro de Blumenau também perderam espaço na Oktoberfest ao longo dos anos.
Vale lembrar que essa festa foi criada justamente com a participação desses clubes.

CORREÇÃO

Publiquei na edição de ontem no Blog a informação que o prefeito João Paulo Kleinubing, no encontro que teve com radialistas da cidade, havia prometido fazer a ponte do Badenfurt até o final deste ano. Fui alertado pelo assessor de imprensa da Prefeitura, Jaime Avendano, que o prefeito havia prometido a conclusão da ponte até o fim de seu mandato, que será em 2012.
Ouvi a gravação que tenho novamente e corrijo a informação.
O prefeito prometeu que fará a ponte do Badenfurt até o fim de seu mandato. E como neste ano nenhuma obra nova vai ser iniciada, ela deve começar a sair do papel em 2010.
Assim como J. Bernardes, vou esperar para ver se ela realmente será feita até o fim de 2012.


UM BOM FIM DE SEMANA PARA TODOS. VOLTAMOS NA SEGUNDA COM MAIS INFORMAÇÕES.



Sérgio Eduardo de Oliveira – 23/05/2009

Um comentário: