sexta-feira, 8 de maio de 2009

DELEGADO PADILHA 1



Ontem, no programa Passando a Limpo da Rádio Blumenau AM 1260, conversei com o delegado da polícia civil, Waldir César Padilha, de Blumenau, que disse que o atual governo do estado está massacrando o policial. Segundo ele, faz dez anos que os policiais civis não recebem aumento de salário. Nem mesmo as perdas da inflação foram repassadas.
No programa, ele reclamou da falta de pessoal e também da falta de incentivo para que os policiais, tanto da civil quanto da militar, possam fazer o seu serviço. Segundo Padilha, os casos só estão sendo resolvidos porque os agentes têm amor pela profissão, porque se depender do governo, nada aconteceria. Segundo ele, o comando da polícia em Santa Catarina está sendo entregue na mão de políticos e não mais para técnicos que entendem de segurança pública.

DELEGADO PADILHA 1

O delegado confidenciou que o governador Luiz Henrique, para não dar aumento de salário, inventou 40 horas extras incorporadas no salário, mas sem aumento de valor, para dizer que o policial teve aumento dos seus provimentos. Se um delegado ou agente se aposentar hoje, ele perde cerca de 20% do atual vencimento só porque não pode mais receber estas 40 horas extras. Ou seja, diminuiu ao invés de aumentar.
Disse também que ele e o delegado Rodrigo Marchetti apararam as arestas e hoje trabalham juntos, onde um apóia as ações do outro.
Falou do presídio regional de Blumenau que, para ele, se tornou uma bomba relógio. A qualquer momento pode estourar uma rebelião e dificilmente será controlada justamente pela falta de pessoal.
E o grande perigo é que hoje o Presídio está muito próximo de uma área residencial, o que agravaria o caso.
Enfim, depois de tudo que Padilha disse no programa, é fato que estamos num mato sem cachorro.
E o governador nem aí para a segurança pública. Prefere fazer reunião para ver quem vai apóia-lo na candidatura para o senado.

MANIFESTAÇÃO

E por falar em segurança pública, o CDL de Balneário Camboriú, na figura do seu presidente, Altamir Teixeira, realizou uma manifestação para melhoria na segurança daquela cidade. Ontem todo o comércio fechou, as escolas públicas não funcionaram, a rede hoteleira também fechou e foi feita uma passeata pedindo para o governador tomar providências. Em 2008 aconteceram em Balneário 4 assassinatos e, somente nestes primeiros quatro meses de 2009, 12 já foram mortos decorrente da criminalidade que se instalou em Balneário.
Segundo Teixeira, Balneário Camboriú tem hoje 50 câmeras de segurança, mas boa parte delas não grava as imagens captadas e sequer tem gente monitorando os locais filmados.
O prefeito Edson Piriquito, que é do PMDB, mesmo partido do governador, pediu que fossem canceladas as ações, o que não aconteceu.
Para o presidente do CDL, se nenhuma providência for tomada depois de ontem, eles fecharão a BR 101 e farão uma carreata em frente a casa do governador.
Por lá as entidades de classe já se mexeram. Em Blumenau, o CDL mais parece um braço da gandaia política que se abateu na cidade.
Digo para Marcelino Campos que é muito bonito participar de reuniões e de audiências, mas às vezes é necessário ir contra os interesses do governos quando eles deixam a desejar.

VAI DEVOLVER

O candidato e empresário Alvir Figueredo, de Pouso Redondo, que concorreu a deputado estadual em 2006, terá que devolver aos cofres públicos o dinheiro que lhe foi repassado pelo antigo PL (atual PR) oriundo do Fundo Partidário. São R$ 2.044,00 usados pelo candidato e não contabilizados, os quais devem ser restituídos ao erário em, no máximo, sessenta dias. Caso Figueredo não faça o pagamento, o PR deverá fazê-lo, sob pena de ter também suas próprias contas desaprovadas. A determinação foi expressa na sessão da última segunda-feira pela relatora do processo de prestação de contas do ex-candidato, juíza Eliana Paggiarin Marinho.
De acordo com a relatora, independentemente do fato de o valor ser de pouca monta, deveria ter sido realizada a apresentação dos documentos comprobatórios de todas as despesas de campanha, indicando aquelas referentes aos valores recebidos do Fundo Partidário, o que não ocorreu.
"O requerente, no caso o candidato, não atendeu ao solicitado, inviabilizando aferir o cumprimento da legislação eleitoral, permanecendo o vício apontado. Por conta disso deve ser imposta a obrigação de devolução da quantia recebida do Fundo Partidário, figurando o Partido da República como responsável solidário", esclareceu a juíza.
Alvir Figueredo obteve 6.656 votos que não foram suficientes para elegê-lo a deputado estadual pelo PL. O Partido da República é originário da fusão entre o PRONA e o PL, por isso foi citado como corresponsável pela quitação junto ao erário. O voto da relatora foi seguido, à unanimidade, pelos demais membros do Pleno catarinense.

EVENTO EM BLUMENAU



A Rede Fronteira de Comunicação, que detém os sinais das rádios CBN Nacional e Band FM em Blumenau, vai trazer para a cidade a palestra com o professor Gratz, especialista em Recursos Humanos com 11 livros publicados. Ele ganhou em 2004 o Top Of Mind como o palestrante do ano e durante quatro anos consecutivos ganhou um prêmio com o palestrante mais lembrado pelos profissionais de RH.
O tema da palestra será “A Força do Entusiasmo”, e o evento vai acontecer no Teatro Carlos Gomes, no dia 12 de maio, próxima terça-feira, às 20:00 horas.
Quem tiver o interesse em assistir a palestra, pode ligar no telefone (47) 3041-9699 para saber como conseguir seu convite cortesia.
Este é o primeiro evento deste ano do Ciclo de Palestras da CBN, que terá ainda mais três edições até Novembro deste ano.
É melhor se apressarem, pois os convites cortesia são limitados.

PROJETO QUER PROIBIR BEBIDA ALCOÓLICA



O vereador Fábio Fiedler (DEM) vai apresentar na sessão da próxima terça-feira, na Câmara de Vereadores de Blumenau, um projeto de lei complementar que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas nas praças e parques públicos da cidade.
A exceção acontecerá durante o período da Oktoberfest e nos dias de reunião de Stammtich, mas apenas nos locais reservados para esses eventos.Este artigo será acrescentado à lei nº 2047, de 25 de novembro de 1974, que institui o Código de Posturas do município.
A lei é boa, até porque, segundo o delegado Padilha, a bebida alcoólica é responsável por muitos crimes cometidos em Blumenau, como agressões, tentativas de homicídio e até mortes por conta da dependência do álcool.
Não vai resolver, mas pode ajudar.

AFASTADO



O Desembargador Edgard Antônio Lippmann Junior, da quarta região do Tribunal Regional Federal, foi afastado do cargo pelo Conselho Nacional de Justiça que também decidiu abrir processo administrativo disciplinar para apurar o seu envolvimento em denúncia de esquema de venda de sentenças.
Depois da apresentação do relatório de uma sindicância feita pela Corregedoria Nacional de Justiça, o plenário aprovou a abertura de processo disciplinar para julgar as ações que tratavam do fechamento e abertura das casas de bingo no Paraná.
O Desembargador Edgard, que atuava em processos em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná, foi aquele que embargou por duas vezes as obras do Shopping Iguatemi, em Florianópolis.
É a justiça cortando na própria carne.

BALCÃO DA CIDADANIA

Foi assinado na sessão de ontem, na Câmara de Vereadores de Itajaí, o protocolo de intenções entre o Balcão da Cidadania e o Projeto Brasil Esperança. Com a parceria, o serviço do legislativo itajaiense passa a analisar, avaliar e, na medida do possível, atender o cidadão que necessite de emprego, móveis usados, utensílios, roupas, cestas básicas e quaisquer atividades desenvolvidas pela entidade filantrópica.
O superintendente da Fundação Cultural e Educacional de Itajaí, José Carlos Francelino, foi que firmou o acordo com o Presidente do Legislativo da cidade, vereador Luiz Carlos Pissetti, e com o Secretário de Comunicação e Promoção Social da Câmara, Herval Ângelo Esmeraldino, que coordena o Balcão da Cidadania.
A partir de agora as duas instituições poderão atuar juntas em prol do atendimento daquelas pessoas que precisam de ajuda.
Tomara que não transformem uma boa idéia em um palanque para arrumar eleitores.

PROCESSO SELETIVO DA UFSC

As inscrições para o processo seletivo do pólo de ensino à distância da UFSC abrem nesta sexta-feira (08) e encerram no dia 28 de maio. Para Joinville, são 50 vagas em graduação de matemática e 50 para administração pública. Os cursos têm duração de quatro anos e não tem custo. Acesse a íntegra do edital e realize a inscrição pelos endereços www.vestibular2009ead.ufsc.br ou www.coperve.ufsc.br.
Este processo seletivo da UFSC abrange os pólos nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Roraima. Das 1.830 vagas, 1.460 são para SC. No total, estão sendo oferecidos sete cursos: licenciatura em ciências biológicas, licenciatura em letras - inglês, licenciatura em física, licenciatura em matemática; bacharelado em administração pública, em ciências contábeis e ciências econômicas.
O pólo que funciona no Palacete Niemeyer, em Joinville, passou a ser administrado pela Secretaria de Educação do Município com base no sistema de universidade aberta do Ministério da Educação (MEC).
Mais informações sobre o processo seletivo no pólo Joinville podem ser obtidas direto na sede, localizada na rua Luiz Niemeyer, 54, centro da cidade, ou pelo telefone (47) 3445.2839. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira das 13:30 às 22:00 horas. Aos sábados, das 8:00 às 12:00 horas e das 13:30 às 18:00 horas.


Sérgio Eduardo de Oliveira – 08/05/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário