quarta-feira, 6 de maio de 2009

VAI SER VOTADO

Hoje, pela manhã, será votada, em Florianópolis, a ação movida pelo Partido Verde, através do advogado Ivan Naatz, sobre a inconstitucionalidade do novo Código Ambiental do estado, aprovado pela Assembléia Legislativa e sancionada no último dia 13 de março pelo Governador Luiz Henrique.
Segundo Naatz, a expectativa é que os juízes acatem o pedido do Partido Verde e julguem procedente a inconstitucionalidade da nova lei.
Caso isso ocorra, os dois últimos anos de discussão sobre novas regras ambientais em Santa Catarina podem ir pro ralo.
Mas como o governo do estado não levou em conta a existência do código ambiental nacional, podem ser obrigados a voltarem atrás e ter que começar do zero novamente.
Segundo o deputado estadual Jean Kuhlmann (DEM), a proposta só volta para a Assembléia se todo ou parte do novo código ambiental catarinense for julgado inconstitucional e o governo do estado decidir substituir os pontos julgados irregulares ou tentar aprovar um novo código ambiental.
Caso contrário, valerá os pontos que não forem julgados inconstitucionais, se isso ocorrer, e também terá que ser respeitado o que está escrito na lei federal.
O governo Luiz Henrique pode levar mais um tiro no pé.

MAIS UMA CONTRA O CÓDIGO



A senadora Ideli Salvatti (PT) convidou a atriz Cristiane Torloni para visitar a Comissão Mista sobre as Mudanças Climáticas do Senado e também já se comprometeu com a atriz global em apoiar a vigília que será feira no Congresso em defesa da Floresta Amazônica, organizada pela própria atriz.
A intenção da senadora é chamar a atenção de grupos em defesa da ecologia para o novo código ambiental de SC.
Ambas vão participar hoje do programa Mais Voce, da apresentadora Ana Maria Braga, da Rede Globo, falando sobre a preservação da Amazônia e provavelmente Ideli colocará o Código Ambiental do nosso estado como um exemplo à não ser seguido.
A senadora irá jogar a responsabilidade de explicar o novo código para o governador Luiz Henrique e também para os deputados estaduais que o aprovaram.
É a senadora abrindo caminho para vôos maiores.

CASA DA MÃE JOANA

Vou começar essa nota dizendo que não tenho nada contra os colegas de imprensa que estão sendo nomeados pelo Prefeito. O que mais me incomoda é ver assessores de imprensa de secretarias e autarquias sendo exonerados porque preferiram priorizar o lado técnico, e não o político. Aqueles que não quiseram fazer campanha para João Paulo Kleinubing em 2008, estão sendo mandados embora para que os cargos que ocupavam possam ser entregues para outros jornalistas, com menor experiência, que são vinculados aos partidos da base aliada do prefeito.
Aconteceu assim no Seterb, onde Krisley Oechsler foi mandada embora para que Tarcísio de Souza, filiado ao PMDB, pudesse ser nomeado. Tivemos também a saída do veterano Oscar Jenichen, no Samae, para que Aílton de Souza, filiado ao PP, fosse colocado no seu lugar. Agora foi a vez de Tânia Rodrigues, responsável pela comunicação da Vila Germânica e Secretaria de Turismo, ser mandada embora, depois de anos de serviços prestados, para que uma recém formada, filha de uma secretária de João Paulo, fosse nomeada.
Sem falar no fotógrafo Rogério Pires (Jacaré), filiado ao PRB, que foi nomeado depois que seu partido o indicou para ocupar um dos cargos na Assessoria de Imprensa da Prefeitura, o que obrigou a transferência de um funcionário de carreira para a Fundação de Desportos.
Isso é que dá colocar na Secretaria de Comunicação uma pessoa que não é da área. É obvio que ele não vai priorizar o lado técnico. Vai levar em conta o trabalho feito na campanha.
E olha que estamos apenas no quinto mês de governo. Imagina quantos ainda estão na fila a espera de uma outra exoneração.

O DE LÁ PASSOU



Assim como o Sargento Armindo Maria (PDT), quando era vereador, protocolou na Câmara um projeto de lei que dá o direito à meia-entrada em eventos culturais e esportivos para professores da rede municipal de ensino de Blumenau, o deputado Sargento Soares, do mesmo partido, também já havia protocolado na Assembléia Legislativa de Santa Catarina um projeto que dá os mesmos direitos para os professores da rede estadual.
O daqui ainda não recebeu o parecer da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Vereadores, mas o projeto do deputado Sargento Soares já recebeu o parecer favorável, por unanimidade, da CCJ da Assembléia e agora terá que passar pelas Comissões de Educação, Cultura e Desporto e de Trabalho, Administração e de Serviço Público para, depois, ser votado em Plenário.
Segundo o deputado estadual, o projeto de lei 0009.0/2008 tem o objetivo de contribuir com a formação e qualificação dos educadores. Para o Sargento soares, é importante considerar o caráter multicultural do currículo e da formação docente, o que significa respeitar e valorizar o profissional, principal formador do cidadão.

AIM E ENOC NA BLUMENAU AM

Foi um sucesso a participação de duas pessoas da comunidade no programa Passando a Limpo, da Rádio Blumenau AM 1260, no dia de ontem. Enoc Melo e Osmar Aim de Souza, por já serem participantes assíduos de vários programas de rádio na cidade de Blumenau, tiveram a oportunidade, no dia de ontem, de conversarem comigo sobre vários assuntos, em especial a administração do prefeito João Paulo Kleinubing (DEM).
Entre uma polêmica e outra, Aim e Enoc trouxeram para o ouvinte do Passando a Limpo a visão daquele que atua junto às comunidades da cidade e que sabe das maiores dificuldades do blumenauense.
Mas não deixaram de reconhecer que muita gente da comunidade também abusa do poder público a acaba criando problemas para toda a cidade.
Enfim, a iniciativa da Rádio Blumenau em abrir os microfones para pessoas da própria comunidade.
Nos próximos programas tentaremos trazer outros líderes comunitários para discutirmos as dificuldades nos principais bairros da cidade.

NOVO ASSESSOR



O prefeito Dário Berger (PMDB), de Florianópolis, acertou a contratação do jornalista Fenelon Damiani para ser o novo secretário de comunicação da Prefeitura da Capital.
A principal atribuição de Fenelon a frente da Secretaria é divulgar as ações do governo na Grande Florianópolis e também por todo o estado de SC.
Isso prova que Dário Berger ainda não desistiu da candidatura para o governo do estado em 2010.
Fenelon já trabalhava diretamente com Luiz Henrique há quase seis anos e foi indicado pelo governador para assumir a Secretaria de Comunicação da capital, coisa que Dário Berger aceitou prontamente.
Fenelon é visto no meio jornalístico com um profissional correto e justo. Já foi apresentador do Jornal do Almoço e também apresentada um jornal diário na extinta RCE.

ENQUETE

Ontem de manhã, no programa do radialista Armindo Vogue, na Rádio Blumenau, foi feita uma enquete com os ouvintes para saber o que acham da administração do prefeito João Paulo Kleinubing, de Blumenau.
Participaram 50 ouvintes, e o resultado da enquete foi o seguinte:
ÓTIMO – 14%
BOM – 8%
REGULAR – 12%
RUIM – 66%
Obviamente que essa enquete não tem um valor científico, mas não podemos descartar as manifestações dos ouvintes, que almejam da prefeitura um melhor atendimento.
Essa iniciativa do Armindo Vogue vale como registro e deverá ser feita novamente daqui a quatro meses para saber se as coisas melhoraram.

AUDIÊNCIA PARA A MEIA-ENTRADA

Diferente das propostas do suplente de vereador Armindo Maria e do deputado estadual Sargento Amauri soares, ambos do PDT, que incentivam a meia-entrada não só para alunos, mas também para os professores, os artistas brasileiros estão fazendo uma campanha junto a políticos de Brasília para que se limite a meia-entrada até para aqueles que já tem o direito adquirido.
A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados vai realizar audiência pública sobre o projeto de lei, do deputado Chico Lopes (PCdoB – CE), que disciplina o benefício do pagamento de meia-entrada para estudantes e idosos em espetáculos artísticos, culturais e esportivos. A proposta, já aprovada no Senado, limita a concessão da meia a 40% do total de ingressos disponíveis para cada evento.
Chico Lopes se diz, em princípio, contrario a limitação da meia-entrada por achar que isso já foi uma conquista dos estudantes. Para ele, se os artistas e os cinemas estão com dificuldades, o problema não é do estudante, mas sim da pirataria.
“Se tem carteira falsa, vamos prender quem está dando, vamos punir quem usa e não é estudante. Nós queremos ouvir as duas partes e procurar uma solução que seja boa para todo mundo, para os artistas e para os estudantes", ressalta.

DOAÇÃO PARA A PALESTINA

Já não bastasse o Governo Lula ter conseguido a aprovação no Congresso da doação de quase R$ 25 milhões para Gaza, agora também enviou para os Deputados analisarem a doação de mais R$ 25 milhões do orçamento do Ministério de Relações Exteriores para a Palestina. Segundo o governo, o objetivo é ajudar na reconstrução da Faixa de Gaza.
Na justificativa do projeto, o governo diz que a situação econômica e social na Faixa de Gaza é crítica e que a área é alvo constante de conflitos entre palestinos e israelenses.
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.


Sérgio Eduardo de Oliveira – 06/05/2009

2 comentários:

  1. Acho esse enquete do Armindo Vogue totalmente tendenciosa, sendo que ele fala mais do que os ouvintes, fazendo com que os mesmos mudem de opinião, quase que forçando os mesmos á criticarem o governo municipal. A função dele é malhar, malhar e malhar, sem dar uma idéia do que deveria ser feito para melhorar, e essa não é a função de alguém que poderia ser a voz do povo. Quando o mesmo estava em outra emissora era a mesma coisa, sendo que depois de sua saída, a qualidade da programação da outra emissora melhorou 300%.

    É uma crítica mostrando para que o Sr. Armindo Vogue que ele tem capacidade e qualidade para melhorar o programa dele. Um abraço

    ResponderExcluir
  2. Só uma correção, o projeto de limitação da meia não é do Chico Lopes e sim, do senador Azeredo, não sei foi um equívoco, ou apenas um erro de ambiguidade no texto. O Chico Lopes inclusive é contra o projeto.

    Fica aqui o toque.

    ResponderExcluir