segunda-feira, 1 de junho de 2009

A CHANCE



Pela primeira vez em 12 anos que Esperidião Amin (PP) e Luiz Henrique da Silveira (PMDB) não disputarão e, conseqüentemente, não vencerão a eleição para governador de Santa Catarina. Desde 1998 que Amin e Luiz Henrique se revezam no comando do estado. Em 2012 é a chance de Raimundo Colombo (DEM), Leonel Pavan (PSDB), Eduardo Pinho Moreira (PMDB), Ideli Salvatti (PT), Ângela Amin e Hugo Biehl, ambos do PP, de tentarem assumir o cargo mais desejado por todos nos últimos tempos.
Claro que nem todos estarão na disputa. Pelo lado da tríplice aliança, se tudo correr como o governador espera, sairá apenas um dos três primeiros. No PT é praticamente certa a candidatura de Ideli. No PP, Hugo Biehl lançou-se como pré-candidato, mas a maioria dos progressistas ainda sonham com Ângela.
Então, em 2012, teremos no máximo 3 candidatos com chances reais de vencerem as eleições.
Mas sem dúvida teremos muitos outros que servirão de bengala para os mais conhecidos.

AMIN E DÁRIO JUNTOS



E por falar em Amin, ele sempre disse que Dário Berger, prefeito de Florianópolis, sempre foi seu eleitor, até Amin perder a eleição de 2002. Como Dário nega tal afirmação, o PP catarinense espalhou a foto acima por toda Santa Catarina.
Já o processo movido pelo PP contra o prefeito, que segundo os autos estaria no 4º mandato para um cargo no executivo, proibido por lei, parece que vai ser votado ainda nesse primeiro semestre.
Segundo alguns importantes juristas catarinenses, esse processo, diferente daquele contra o governador, é muito mais difícil de ser defendido por já haver jurisprudência em outras cidades do país.
Dário Berger, antes de concorrer à prefeitura de Florianópolis em 2004 e 2008, disse ter consultado o TRE para saber se não estaria transgredindo a legislação eleitoral. Segundo ele, recebeu carta branca para ir em frente.
Mas agora quem decide é do mesmo Tribunal Regional Eleitoral.

A COPA DO MUNDO É NOSSA! NEM TANTO



Como o Cacau Menezes já havia publicado no Diário Catarinense, em meados do mês de maio, Florianópolis ficou mesmo fora da Copa de 2014.
No sábado eu publiquei antecipadamente as 12 sedes que seriam escolhidas, o que não era nenhuma novidade para ninguém.
De tudo isso, os grandes derrotados em Santa Catarina foram o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Gilmar Knaesel, e também o presidente da Federação Catarinense de Futebol, Delfin Pádua Peixoto Filho, que, além de fazerem um projeto que não agradou, também mostraram que não tem tanta influência na CBF como tentam demonstrar.
Na matéria publicada no DC online de domingo, o governador Luiz Henrique diz que a decisão foi política e culpa o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, pala não escolha de Florianópolis.
Ora governador, se a decisão foi política, a culpa então é do senhor que não soube se impor perante os outros estados. Se Florianópolis é uma das capitais com melhor qualidade de vida, então porque o projeto feito pela comissão organizada pelo secretário Gilmar Knaesel não conseguiu mostrar essas e outras qualidades da cidade?

FLORIANÓPOLIS EM 2013

Mas como já disse Ricardo Teixeira, as cidades que ficaram fora da Copa de 2014, serão escolhidas para terem outros eventos. E Florianópolis possivelmente será uma das sedes para a Copa das Confederações, que vai ser realizada em 2013. Esse evento é organizado pelo país sede, um ano antes da Copa do Mundo, para divulgar o mais importante campeonato de seleções do mundo.
E nessa Florianópolis está dentro, até porque o próprio governador Luiz Henrique vai fazer de tudo para que essa notícia seja divulgada antes do fim do seu mandato.
Agora é uma questão de honra.

E BLUMENAU?

Na semana passada conversei com um pessoal da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de SC que acompanhou de perto a confecção do projeto de Florianópolis para a Copa de 2014, que confidenciaram que Blumenau estaria como a quarta alternativa para ser uma sub-sede se Florianópolis fosse a escolhida para ser uma das sedes do Mundial.
Por uma questão de lógica, em primeiro lugar está o estádio da Ressacada, do Avaí, por ser em Florianópolis. Em segundo vem a cidade de Criciúma por tem um dos melhores estádios de futebol do estado, por ser mais próxima a Florianópolis e também por oferecer a estrutura mínima para alojar uma seleção. Em terceiro viria a cidade de Joinville por ser a cidade do governador e também por ter a Arena mais moderna para a prática do futebol.
Já Blumenau vem como a quarta opção, mas mesmo assim teria-se que reformar o Sesi, ou construir outro estádio, e também seria necessário fazer as obras de recuperação da enchente de 2008.
Enfim, nós sim é que estamos muito longe da Copa de 2014.

ADALBERTO DAY



Tanto eu quanto o Amauri Pereira, da Rádio Blumenau, já convidamos o Seu Adalberto Day para conversar ao vivo nos programas que apresentamos naquela emissora. Mas em virtude do seu estado de saúde, seu Adalberto diz que é difícil ir até à rádio. Ainda não desisti de levá-lo no Passando a Limpo, até porque seria uma conversa pra lá de interessante e muita esclarecedora sobre o passado e o presente da cidade de Blumenau.
Mas como ainda não consegui, acompanho diariamente o Blog do seu Adalberto Day e compartilho com os amigos que também querem saber de muitas particularidades da nossa cidade.
O endereço do blog é http://adalbertoday.blogspot.com/.

FUTUROS JORNALISTAS
Na última sexta-feira, a Ric Record de Blumenau abriu suas portas para os alunos do 5º semestre do curso de jornalismo do Ibes Sociesc. Além de assistir ao vivo a edição do jornal local apresentado pelo jornalista e professor Alexandre Gonçalves, às 19:30 horas, puderam experimentar a sensação de também atuarem na frente das câmeras.
É através desse tipo de ação que os veículos de comunicação da cidade podem, num futuro breve, terem bons profissionais no mercado.
A prática é tão ou mais importante do que a teoria, pelo menos para os jornalista.

DOE SANGUE



De 1 a 6 de junho o Rotary International junto com o Centro Hemoterápico Blumenau promovem a Semana de Doação de Sangue. Quem for doar sangue, ganha uma camiseta. Mas para doar é necessário que o doador leve algum documento oficial de identificação com foto, como carteira de identidade, carteira de trabalho ou carteira de motorista. É obrigatório que a pessoa tenha entre 18 e 65 anos de idade, pese no mínimo 50 Kg, não pode ter ingerido nenhum tipo de bebida alcoólica até 24 horas anterior a doação e estar descansado e alimentado.
Para mais informações, pode ligar no telefone (47) 3322-3158.
Faça a sua parte. Você pode ajudar a salvar muitas vidas.

DEPUTADO GAÚCHO QUER LIMITAR ACESSO DO “CQC”
Fonte: Jornal Zero Hora



Depois de ser abordado na Câmara por um dos integrantes do programa CQC, da Band, o deputado Sérgio Moraes (PTB), conhecido por ter dito que “se lixa” para a opinião pública, pediu em plenário que o presidente da Casa, Michel Temer (PMDB-SP), limite o acesso dos integrantes do humorístico à Casa.
Moraes ficou irritado depois que Danilo Gentili, um dos integrantes do CQC, teria lhe pedido informações sobre a denúncia de que usou telefone público instalado na residência de seu falecido pai, no Rio Grande do Sul, para fazer ligações a um disque-sexo. De acordo com Gentili, o deputado teria reagido com termos chulos.





Sérgio Eduardo de Oliveira – 01/06/2009




Um comentário:

  1. Sérgio
    Fico muito honrado pela citação de meu nome e trabalho em seu Blog. Te agradeço imensamente e sempre que posso estou ouvindo seu programa como seste momento a entrevista com o Dr. Ivan Naatz. Mas também quero te parabenizar pela bela, excelente e oportuna entrevista com o Ex governador Experidião Amim.
    Parabéns pelo seu jornalismo ético.
    Adalberto Day cientista sociela e pesquisador da história em Blumenau.

    ResponderExcluir