terça-feira, 9 de junho de 2009

JANTAR

Hoje a noite o deputado federal João Pizzolatti (PP) e a senadora Ideli Salvatti (PT) oferecem um jantar no apartamento de Pizzolatti para os 22 prefeitos de SC beneficiados com recursos federais para o projeto de macro drenagem, entre eles João Paulo Kleinubing, que conseguiu para Blumenau a quantia de R$ 63 milhões.
Estarão presente também os ministros da Integração Nacional, Gedel Vieira Lima (PMDB), e das Cidades, Márcio Fortes (PP).
Ideli e Pizzolatti foram os principais responsáveis pela liberação, junto ao governo Lula, dessa verba para as cidades catarinenses.

ISMAEL NO PASSANDO A LIMPO



Ontem tive a oportunidade de conversar com o deputado estadual Ismael dos Santos no meu programa da Rádio Blumenau e pude saber dele que o DEM, seu partido, deve sim lutar pela cabeça de chapa da tríplice aliança em 2010.
Tanto ele como o Democratas querem que seja realizada uma pesquisa, em março de 2010, para saber quem, entre Raimundo Colombo, Leonel Pavan e Eduardo Pinho Moreira, tem mais chances de vitória nas eleições para o governo do estado.
Se a escolha não for dessa forma, o partido deve sim procurar outros rumos. Ismael disse que, hoje, o DEM está mais afinado com o PSDB do que o PMDB, o que pode causar, se a tríplice aliança não for reeditada, uma aproximação com o PP de Joares Ponticelli, que tenta de todas as formas minar as candidaturas de Eduardo Moreira e Luiz Henrique da Silveira.
Amanhã falo mais sobre a entrevista que fiz com o deputado Ismael.

PROTESTO



O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, esteve ontem em Balneário Camboriú para uma reunião com juízes federais, estaduais e trabalhistas.
A passagem dele pela cidade fez com que alguns estudantes realizassem um protesto contra o Ministro com faixas e com a distribuição de um panfleto que dizia que Mendes é contra os movimentos populares e a favor de banqueiros como Daniel Dantas.
O problema é que Gilmar Mendes nem viu e nem ficou sabendo do protesto.

PDT TERÁ CANDIDATO EM 2010



Segundo informou Manoel Dias, presidente do PDT em Santa Catarina, o partido deverá ter sim candidato à governador e senador nas eleições de 2010. Essa medida é uma orientação da executiva nacional, que quer fortalecer a sigla em todo o país.
O PDT catarinense faz parte da polialiança, orquestrada pelo governador Luiz Henrique, mas como já não se sentem mais prestigiados pelo atual governo e em virtude do deputado estadual Sargento Amauri Soares já se coloca, na maioria das suas ações na Assembléia, como oposição, essa seria a hora do partido tomar um rumo definitivo com vistas às eleições do ano que vem, segundo o entendimento da grande maioria da cúpula pedetista.

PDT de BLUMENAU



Em Blumenau, o PDT recolocou, num almoço realizado na AABB na sexta-feira passada, o suplente de deputado estadual, César João Cim, no comando do partido.
Há dez dias atrás, quando entrevistei Cim no Passando a Limpo, na Rádio Blumenau, ele já dizia que essa atitude do partido de não se definir como oposição ou situação aqui na cidade, acabou prejudicando todo o planejamento do PDT.
A partir de agora, as figuras ilustres do PDT blumenauense devem aparecer mais, principalmente nas discussões mais polêmicas, como no caso da concessão do esgoto sanitário da cidade.
Tudo indica que devem fazer parte do grupo de oposição do governo João Paulo Kleinubing, levando o vereador Zeca Bombeiro para o lado do petista Vanderlei de Oliveira. Com isso, se inicia uma aproximação com o PT para formar uma possível dobradinha em 2010, mesmo o PDT catarinense tendo anunciado chapa pura no ao que vem.

CPI DAS ONGs

A Cooptrasc, Cooperativa dos Trabalhadores de Reforma Agrária de Santa Catarina, com sede em Chapecó, teve um pedido, feito pelo deputado Arthur Virgílio (PSDB) na CPI das ONGs, de quebra de sigilo bancário e fiscal.
Somente em 2009, a ONG já recebeu a quantia de R$ 1,9 milhão, sendo apontada como a campeã de repasses de recursos pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário.
Em abril deste ano o deputado Heráclito Fortes (DEM) já havia solicitado uma investigação nas contas da entidade, mas teve seu recurso negado pela CPI.
Segundo a entidade Contas Abertas, especializada em finanças públicas, a ONG catarinense já recebeu, de 2002 até 2009, a quantia de R$ 9,6 milhões em repasses do governo federal.
Não sei se é o caso da Cooptrasc, mas se fizerem uma varredura bem feita em várias ONGs de Santa Catarina, vão descobrir muitas coisas de partidos e políticos que se beneficiam do dinheiro público para enriquecerem indevidamente.

ENCONTRO DO PMDB



O encontro do PMDB em Içara, no sul do estado, já deu uma mostra do que pensam as lideranças do partido quando o assunto é eleições de 2010.
Além de Eduardo Pinho Moreira, presidente do partido, e do governador Luiz Henrique, muitos outros caciques compareceram na reunião.
O discurso do ex-governador Paulo Afonso Vieira foi de reafirmação para uma candidatura própria, ou pelo menos que o PMDB tenha a cabeça da chapa na tríplice aliança.
Os peemedebistas do sul e do oeste de Santa Catarina querem inclusive que, além da candidatura própria, haja uma aliança com o PT em SC e também na chapa que vai concorrer à presidência da república, colocando o presidente da Câmara, deputado federal Michel Temer, como vice de Dilma Roussef.

MANTENDO A POLIALIANÇA

Tanto Luiz Henrique quanto Pinho Moreira ainda tentam manter a união entre PMDB, PSDB, DEM e outros partidos menores para o pleito de 2010. Mas Moreira disse também que a prioridade é sim fortalecer a sigla.
Dário Berger, prefeito de Florianópolis, também esteve presente e pode constatar que, se houver uma disputa interna entre ele e Eduardo Moreira, há sim a chance de vitória.
Mas Berger reiterou seu apoio a candidatura de Eduardo dizendo a seguinte frase: “Eu e o Eduardo vamos estar juntos para dar continuidade à gestão de Luiz Henrique”.
Agora pela manhã, no Palácio da Agronômica, o governador Luiz Henrique conversa com a cúpula da Tríplice Aliança para a manutenção da coligação em 2010. Estarão presentes Eduardo Moreira e Dário Berger pelo PMDB, Leonel Pavan e Dalírio Beber representando o PSDB e Jorge Bornhausen, Raimundo Colombo e Júlio Garcia como membros do Democratas.
O governador não quer de jeito nenhum dar brecha para o azar.

ESTRATÉGIA

É fato que o governador Luiz Henrique está mesmo de olho na sua candidatura para o senado, tentando costurar a permanência da polialiança para entrar no pleito com a vaga praticamente garantida. Mas para isso, pode ter que sacrificar a vontade de Pinho Moreira e Dário Berger em ver o PMDB na cabeça de chapa.
Segundo conversa que tive com algumas lideranças do PMDB, essa vontade é altamente aceitável porque foi o próprio governador que conseguiu fazer do PMDB o partido mais forte de Santa Catarina.
“Se ele (Luiz Henrique) não for o negociador da aliança para 2010, teremos uma grande baixa. O governador é quem tem que comandar esse processo, até porque foi ele que iniciou isso tudo. A opinião dele é importante sim e vai ser levada em consideração na hora de bater o martelo”.
Essa foi apenas uma das frases que ouvi de um peemedebista que, mesmo querendo a candidatura própria, não descarta a possibilidade de seguir a opinião do governador.

PONTE DE IBIRAMA

O impedimento da passagem de veículos acima de 5 toneladas na ponte de Ibirama, no km 118 da BR 470, acabou causando um problema econômico para toda Santa Catarina. Algumas empresas de transportes de carga chegaram a aumentar em 100% o valor do frete para certas localidades, principalmente para aquelas entre Ibirama e Lages, que obrigam as transportadoras a irem até Florianópolis e depois voltarem por Lages para chegarem ao destino final.
As empresas do oeste catarinense que usam o Porto de Itajaí para exportarem seus produtos também tiveram perdas, pois antes usavam a BR 470 para chegar até Itajaí e agora se obrigam a utilizarem a BR 282 e depois descerem pela BR 101 para chegarem ao mesmo ponto.
Todo esse barulho obrigou o governador Luiz Henrique a intervir nesse processo para resolver o problema. Desde a semana passada o próprio governador vem negociando com o governo federal para que haja, o mais rápido possível, a recuperação das áreas afetadas pelo desgaste.

ANÚNCIO

Ontem a tarde, na Câmara de Vereadores de Ibirama, o próprio governador Luiz Henrique fez questão de anunciar a reforma da ponte, que deve começar ainda esta semana e ficará pronta, segundo o governador, em aproximadamente 30 dias.
A entrada de Luiz Henrique nesse processo se deu a pedido dos prefeitos daquela região, que queriam uma solução urgente para esse problema.
O comércio daquelas cidades que ficam a margem da BR 470 foram as que mais sentiram a falta dos caminhoneiros e passageiros de ônibus de linha, principalmente os postos de gasolina, bares e restaurantes.
E para não criar um problema político com toda a região, Luiz Henrique usou da sua influência para ter uma resposta rápida do Dnit.
Como o PT de Lula quer e precisa do PMDB ao seu lado, Luiz Henrique acabou conseguindo a resposta que queria e mais uma vez capitalizou em seu favor.
Pode não ter resolvido o problema de imediato, mas trouxe para o seu lado muitos prefeitos do Vale e Alto Vale do Itajaí.

FAZENDO ESCOLA



No oeste do estado de Santa Catarina já tinha muita gente rindo a toa com a ida do deputado estadual Herneus de Nadal (PMDB) para o tribunal de contas.
É que tem muito pré-candidato querendo abocanhar os votos de Herneus, que fica impedido de concorrer a qualquer cargo público. Mas o deputado já mandou avisar que vai colocar a sua esposa, Laine de Nadal, para disputar uma cadeira na Assembléia em 2010 e que ele será o cabo eleitoral.
Mesmo fora do páreo, Herneus de Nadal não quer perder o prestígio na sua região.



Sérgio Eduardo de Oliveira – 09/06/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário