sexta-feira, 26 de junho de 2009

MORREU O REI DO POP



Não dá para deixar de registrar a morte do maior representante da música pop nos últimos tempos. Michael Jackson, que tinha 50 anos de idade e se dizia um homem solitário, foi o artista que melhor soube usar o vídeo clipe para reproduzir suas obras musicais.
O álbum Thriller, de 1983, talvez tenha sido a sua maior obra, o que causou grande frustração para ele durante os anos seguintes por não conseguir mais fazer um disco que alcançasse tanto sucesso como foi esse.
Apesar de uma carreira de altos e baixos, como acusações de pedofilia, o que fica na mente de todos é o enorme talento que ele tinha para ser um pop star da música mundial.
Agora Madona passa a ser uma das poucas representantes de uma era de super artistas.
É a vida.

REUNIÃO NEBULOSA 1



Ontem a tarde aconteceu uma reunião entre o prefeito João Paulo Kleinubing, o presidente da CDL de Blumenau, Marcelino Campos, e também com a presença de Alexandre Peters, presidente do Sindlojas, na Casa do Comércio, em Blumenau. Ela ocorreu às 15:00 horas e, segundo a agenda do prefeito, era para discutir a segurança pública na cidade.
Então liguei para Alexandre para confirmar o teor dessa conversa e ele informou que era uma reunião de rotina. Liguei também para a CDL, justamente na hora marcada para o início dessa reunião, e a secretária de Marcelino Campos disse que não estava sabendo de nada e que nenhum dos três havia aparecido por lá.
Depois disso, liguei novamente para o gabinete do prefeito e sua secretária informou que ele tinha saído há uns vinte minutos para essa reunião na Casa do Comércio.

REUNIÃO NEBULOSA 2

O que mais me intrigou foi que, se não era nada de muito importante que iria ser discutido nessa reunião, como informou Alexandre Peters, porque esconder tanto da imprensa a realização desse encontro.
Será que na pauta desse encontro estava também a concessão da área azul para a CDL e também a nova lei do Procon?
Mas para aumentar ainda mais o desrespeito com aquelas pessoas que participaram da Audiência Pública, na segunda-feira passada na Câmara de Vereadores, promovida pelo vereador Jovino, o delegado Rodrigo Marchetti, o Coronel Dauri, da Polícia Militar, e o secretário Regional Paulo França também participaram da reunião na Casa do comércio.
Talvez esse assunto tenha entrado em pauta depois que Marcelino Campos reclamou da segurança no município, pois já teve a sua loja assaltada por 5 vezes e acabou amargando um prejuízo de aproximadamente R$ 100 mil reais.
Todos esses que estiveram nessa reunião na Casa do Comércio tem a obrigação de darem uma resposta para a população de Blumenau.
Duvido que isso aconteça, mas vou esperar, sentado.

ICOM 2009



Hoje é o último dia da segunda edição do ICOM – Festival Interdisciplinar de Comunicação – que acontece desde o último dia 23 na cidade de Blumenau.
O evento, que é organizado pelos alunos do 5º semestre de jornalismo e de publicidade do Ibes Sociesc, já teve, no dia 24, a palestra do publicitário carioca Roberto Menna Barreto (RMB Publicidade) e vai se encerrar às 19 horas de hoje, no Hotel Himmelblau, com a palestra do jornalista André Rohde, da Rede Record de Televisão.
Mas durante toda a noite de ontem aconteceram 16 oficinas voltadas para acadêmicos e profissionais da comunicação do Vale do Itajaí.
Entre os oficineiros estavam o Editor Chefe do Jornal de Santa Catarina, Edgar Gonçalves Jr., o apresentador Alexandre José, da Ric Record Blumenau, o professor e publicitário Samir César Túrmina, da Duall Comunicação, e também o jornalista Alexandre Gonçalves, do Blog Informe Blumenau.
O tema deste ano foi “Pensar globalmente, Agir localmente”, proporcionando a todos os participantes uma discussão mais aprofundada sobre a atual situação dos veículos e dos profissionais da comunicação em Santa Catarina.

CADA VEZ MAIS FORTE



Durante o maior encontro do PMDB realizado neste ano em Santa Catarina, em Videira no sábado passado, o deputado federal Valdir Colatto enalteceu seu posicionamento em favor da candidatura própria do partido em 2010 com Eduardo Pinho Moreira a candidato ao governo do Estado. “Reitero o apoio do Oeste a Eduardo Moreira. Ele é o candidato do PMDB porque ele é a cara do PMDB, um companheiro de longa data”.
O deputado Collato se junto a Paulo Afonso Vieira, Pinho Moreira, Cassildo Maldaner e João Matos em prol do projeto do PMDB em continuar no comando de Santa Catarina.
Até aceitam a tríplice aliança, se o PMDB for o primeiro nome da chapa.

FATO NOVO



Com a forte resistência da cúpula do PMDB catarinense em não deixar que o prefeito de Florianópolis, Dário Berger, levante vôo numa eventual candidatura para o governo em 2010, ele agora parte para uma nova estratégia para viabilizar as suas pretensões.
Está conversando com o deputado federal Fernando Coruja para ver a possibilidade de poder concorrer pelo PPS a vaga de Luiz Henrique. Até o presidente do PPS nacional, Roberto Freire, já telefonou para Coruja para saber em que pé estava a conversa com o prefeito.
O primeiro convite para Berger ingressar no PPS catarinense veio do deputado Sérgio Grando, que também já comandou a prefeitura da capital.
Por enquanto não passa de conversa de bastidores, mas dependendo da vontade do prefeito em concorrer ao governo em 2010, pode evoluir para algo mais significativo.
Com isso, surge mais um ponto a ser analisado pela cúpula da tríplice aliança.

O RETORNO

A partir da próxima semana o vereador Marcelo Schrube (DEM) estará de volta na Câmara Municipal de Blumenau. Na sessão de ontem, o suplente João Valle se despediu do plenário fazendo vários agradecimentos.
“Foi um período só de aprendizado. Tenho consciência de que cheguei nesta Casa a custa de muito esforço e trabalho”, mencionou.
Valle fez uma prestação de contas da sua passagem pelo legislativo blumenauense e informou que apresentou nestes trinta dias em que ocupou uma cadeira no Legislativo 250 indicações, 13 requerimentos e 13 projetos de lei, além de uma moção de louvor ao apresentador Luciano Huck por ter um trabalho voltado à educação.
O suplente de vereador solicitou aos colegas que avaliem a possibilidade de um choque de gestão para a próxima legislatura. “Faria muito bem a esta Câmara”, observou. Também comunicou haver um curso de gestão política na Uniasselvi e sugeriu aos vereadores que considerassem esta graduação quando contratassem assessores.
É de se pensar muito sobre isso!

PT INDICA MEMBRO DE COMISSÃO



Na tarde de ontem a bancada do PT da Câmara de Vereadores de Blumenau indicou o vereador Vânio Salm para integrar a Comissão Especial Temporária que irá acompanhar e propor políticas públicas voltadas à melhoria da segurança pública no Município de Blumenau. A Comissão é integrada também pelos vereadores Jovino Cardoso Neto (DEM), que foi o autor da proposta, João José Marçal (PP), Beto Tribess (PMDB) e Zeca Bombeiro m(PDT).
Está mais do que na hora de a classe política da cidade se mexer para conter a onda de violência que se expande por toda Blumenau.

VANDERLEI DIZ QUE FALTA GOVERNO

Para o vereador de Blumenau, Vanderlei de Oliveira (PT), o fato de a população recorrer aos veículos de comunicação para buscarem soluções para os problemas da comunidade foi classificado como “falta de governo na cidade de Blumenau”. Ele disse que é constrangedor para os vereadores saberem das reclamações pela imprensa, mas disse que é mais constrangedor ainda ver anúncios da Prefeitura dizendo que, apesar dos problemas, estão solucionando os problemas da saúde.
“É constrangedor a pessoa chegar no balcão de medicamentos com a receita médica e não terem metade dos remédios, apesar do anúncio dizer que tem”, apontou. Um dos principais problemas causados pela falta de gestão, na opinião do vereador, é justamente com a saúde.
O petista contou que há algumas reuniões do Conselho Municipal de Saúde, o secretário Marcelo Lanzarin insinuou que a pasta estava trabalhando para melhorar as condições de trabalho dos médicos, mas que isso dependia da aprovação da Câmara. Segundo Vanderlei, não consta nas tramitações legislativas tal documento.
Vanderlei informou que, somente para o ano de 2009, Blumenau poderá ter R$ 140 milhões para aplicar na saúde e que no final de 2004 eram apenas R$ 60 milhões. “A receita quase dobrou, mas não foi a remuneração dos médicos e nem a quantidade de profissionais que aumentou. O sistema de saúde foi precarizado por falta de governo”. Ele também mencionou que os vereadores de Pomerode aumentaram para R$ 7,8 mil o salário dos médicos da rede pública.
Agora cabe a prefeitura colocar a sua versão.





Sérgio Eduardo de Oliveira – 26/06/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário