quarta-feira, 5 de agosto de 2009

CASO NEI SILVA



E o caso da Revista Metrópole ainda continua dando pano pra manga. O governo do estado acusa o radialista Nei Silva, dono da revista, de um suposto crime de extorção. Nei tenta se defender na justiça, dizendo que apenas estaria cobrando o lucro cessante de um serviço pra lá de irregular, como todos já sabem.
E nesta quinta-feira o juiz aposentado e ex-Secretário de Estado da Segurança Pública, Álvaro Antônio José Pille, que segundo o próprio Nei Silva é uma das referências da ética do PMDB de Santa Catarina, será ouvido como testemunha de defesa do empresário da Revista Metrópole em audiência inquiritória no Fórum de Indaial.
Álvaro Pille tem 53 anos de vida pública é presidente de honra do PMDB de Concórdia. No livro “A Descentralização no Banco dos Réus” Nei escreveu um capitulo sobre Pille, narrando fatos sobre o imbróglio que começou em 2005. Entretanto, esta audiência é considerada para acusação e defesa uma da mais importante do processo, pois Pille já afirmou na imprensa que tudo que Nei escreveu no livro é a pura verdade.
Isso ainda vai render.



Sérgio Eduardo de Oliveira – 05/08/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário