sábado, 22 de agosto de 2009

CONVOCAÇÃO

O professor Alexandre Gonçalves, que também escreve o blog Informe Blumenau, enviou e-mail para alunos do curso de jornalismo do Ibes Sociesc com a seguinte informação:
“Caros alunos, na segunda-feira o presidente do STJ Gilmar Mendes (o homem que carimbou a desregulamentação da nossa profissão) estará em Florianópolis. O Sindicato dos jornalistas está articulando uma manifestação e precisa da participação dos estudantes de Blumenau. Estuda-se o fretamento de uma Van. Deve sair por volta das 17 horas. Quem tiver vontade e disponibilidade pode procurar o Formiga, representante do sindicato. O e-mail dele é o formiga@furb.br”.
Então, se algum jornalista quiser participar dessa manifestação, é só enviar e-mail para o endereço do Aristeu Formigo.

DIPLOMA DE JORNALISTA



A exigência do diploma universitário para o exercício da profissão de jornalista será debatida na próxima quinta-feira, dia 27, em audiência pública conjunta das comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática e de Educação e Cultura.
O debate será realizado por iniciativa da deputada Professora Raquel Teixeira (PSDB-GO), que teve seus requerimentos de audiência pública subscrito por vários deputados nas duas comissões.
Além da discussão sobre a necessidade ou não de regulamentar a profissão de jornalista, a audiência também pretende avaliar as consequências da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que dispensou o diploma de curso superior de jornalismo para o exercício profissional na área.
"Há posicionamentos divergentes entre os diversos segmentos da nossa sociedade quanto à conveniência desse diploma. Por isso, julgo importante que se possa debater a exigência ou não de graduação para o exercício dessa profissão de grande relevância. Creio que chegaremos a uma decisão satisfatória para os profissionais, para os meios de comunicação e para a sociedade brasileira", argumentou Raquel Teixeira no seu requerimento.

MUITO PRAZER



Depois da assinatura do projeto que dá poder de polícia ao Procon, ontem à tarde na nova sede do órgão, acontece uma cena bastante inusitada. Enquanto o diretor do Procon, Erivaldo Nunes, mostrava as novas dependências para o vice-governador Leonel Pavan (PSDB), a presidente da Fundação Cultural de Blumenau, Marlene Schlindwein, se aproximou e disse a Erivaldo: “Prazer seu Erivaldo, eu sou a Presidente da Fundação Cultural”.
Todos que estavam próximos levaram um baita susto por conta de duas pessoas que fazem parte do mesmo governo a sete meses ainda não terem se encontrado pessoalmente.
Um dos dois não tem comparecido as reuniões do colegiado!

VISTORIA NA BR 101 SUL



A senadora Ideli Salvatti e o deputado federal Cláudio Vignatti, ambos do PT, farão parte da comitiva que fará a vistoria nas obras do trecho sul da duplicação BR-101, em Santa Catarina. Uma caravana coordenada pelo diretor-geral do DNIT/Brasília, Luiz Antonio Pagot, vai sair de Florianópolis, na próxima segunda-feira, às 7h, em frente a superintendência regional do DNIT na Capital para percorrer todo o trecho da duplicação.
A viagem, que será feita de ônibus, também contará com a presença de outros políticos catarinenses, membros do governo do estado e gerentes dos contratos de cada um dos nove lotes de pista e cinco de obras-de-arte. Estão programadas sete paradas, a partir de Palhoça até Passo de Torres.
Engenheiros das empreiteiras e técnicos do DNIT, que devem explicar o andamento das obras em cada um dos trechos visitados, também vão fazer parte do grupo.
Tomara que a coisa ande de uma vez por todas. É um descaso com o povo do sul do estado.

PAVAN E O PORTO



Ontem à tarde o vice-governador esteve em Blumenau, e um dos locais visitados foi o Jornal de Santa Catarina. Lá, numa conversa bastante descontraída, Pavan disse que o problema do Porto de Itajaí está numa falta de entendimento se deve ou não ter a licitação por conta do aumento da obra.
Pavan vai estar terça-feira em Brasília para acompanhar de perto a decisão do TCU, onde será decidido se será ou não necessário fazer-se uma nova licitação para a conclusão das obras. Se essa decisão não sair na terça, quem vai estar em Brasília na quarta-feira é o governador Luiz Henrique. Ambos entendem que deve-se fazer pressão para que essa pendenga seja decidida o mais rápido possível.
Pavan também fez questão de esclarecer que, mesmo que o Exército venha fazer a obra, terá que ser feita uma nova licitação para aquilo que o Exército não poderá fazer.
Portanto, a solução mais rápida para esse caso é o TCU decidir que não seja necessária uma nova licitação para o término da obra.
Agora, se decidirem pela licitação, toda a região poderá será afetada, econômica e politicamente. Todos vão usar o atraso das obras como artilharia.

ANÁLISE

Pavan fez uma análise bastante fria sobre o caminho que o PMDB pode tomar nacionalmente. Segundo o vice-governador, se o PMDB fechar com o PT, metade ficará com Serra. Agora se fecharem com os tucanos para presidente, uma parte dos peemedebistas, leia-se alguns deputados federais e senadores da base do governo Lula, com certeza vão estar do lado de Dilma Roussef (PT).
Já aqui no estado, Pavan fez questão de afirmar que o PMDB é sim visto pelos tucanos e Democratas como um aliado. Tanto Luiz Henrique, quanto Pavan e Jorge Bornhausen farão de tudo para manterem a tríplice aliança.
Para o vice-governador, se os três saíres juntos, a eleição será de morro abaixo. Se saírem separados, a eleição será de morro acima, ou seja, bastante difícil e muito disputada.
“O PMDB não é problema, é solução”, finalizou.

O PSDB

Leonel Pavan disse também que, assim que assumir o governo do estado em 2010, vai deixar a presidência do PSDB catarinense. Segundo ele, precisa se dedicar integralmente às ações do governo e dar continuidade a todo o planejamento feito até aqui.
Deixou bem claro que a intenção do partido é ter sim um candidato em 2010, mas não vai ser intransigente nas discussões de quem será o candidato da tríplice aliança.
Segundo ele, os critérios para a escolha do cabeça de chapa deverão ser visibilidade, poder de aglutinação e resultado das pesquisas.
Assumindo o governo em 2010, Pavan sai na frente pelo menos no quesito visibilidade.
Vai ser difícil aparecer mais que ele no comando de Santa Catarina.

NOVA CPMF

O governo Lula pretende ressuscitar a CPMF, lembram, aquele imposto sobre todas as movimentações financeiras. O senado, quem diria, sepultou a “contribuição” no final de 2007, mas o governo federal tenta, mais uma vez, usá-la como desculpa para a falta de verba na saúde.
A nova CPMF tiraria do brasileiro 0,1% de todas as movimentações e, segundo o governo, será usada para o ataque a epidemia da nova gripe H1N1.
Todos os especialistas em economia desaprovam essa medida, ainda mais que a arrecadação vem diminuindo por conta da crise financeira. E como a arrecadação está caindo, o poder de compra do brasileiro também diminuiu e não seria bom tirar mais dinheiro do bolso do trabalhador para cobrir o rombo do governo.
Segundo os especialistas, o governo é quem deve gastar menos e se planejar melhor, pois não adianta colocar mais dinheiro bom em uma saúde que não tem nenhum planejamento estratégico.
Ou seja, a saúde nesse país está falida e o governo quer jogar mais dinheiro nesse buraco sem fim.
Assim não da!

INCENTIVO

A Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados aprovou na última quarta-feira o projeto de lei que concede crédito rural diferenciado para profissionais universitários na área da agricultura e pecuária. De acordo com o autor da proposta, deputado Valdir Colatto (PMDB), o apoio aos empreendimentos agropecuários tem por objetivo desencadear iniciativas que gerem o desenvolvimento rural.
“Com esta iniciativa, pretende-se apoiar os profissionais que atuam diretamente na condução de empreendimentos agropecuários e incorporá-los no esforço de multiplicação dos conhecimentos no meio rural. Também pretende-se ampliar a capacidade de ação de entidades oficiais de extensão rural, que teriam mais bases físicas para ministrar orientação aos agricultores”, justifica Colatto.
O relator do projeto, deputado Benedito de Lira (PP-AL), também acatou sugestão do deputado Assis do Couto (PT-PR) para estender a concessão de crédito para técnicos de nível médio. O projeto será apreciado pela Comissão de Finanças e Tributação.




Na semana que vem conto mais particularidades da visita de Leonel Pavan em Blumenau. Alguns planos do governo do estado para a Segurança Pública já estão sendo tratados e poderão ser colocados em prática a partir de 2010.
Falarei mais na próxima semana.
Um bom descanso para todos e até segunda-feira.




Sérgio Eduardo de Oliveira – 22/08/2009

7 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Nada como ser comissionado do PSDB para saber detalhes do Vice-Governador. Aliás, tenho postado alguns argumentos contra seu posicionamento político e você tem apagado tais comentários. Isso demonstra sua falta de democracia, ou medo de que todos saibam de sua relação perniciosa com Tomelim. Serei obrigado a postar minhas críticas a você em outros blogs, pelo menos mais democráticos. Talvez o do Alexandre Gonçalves, o da Danúbia, O do Jota Lopes ou do Hamilton Antônio.

    ResponderExcluir
  3. meu carto Sérgio, essa maike é mais uma que defende o pt do mensalão, do delúbio soares, do josé dirceu, dos escândalos da obras e do santo antonio e a ideli, que salvou o sarney.
    Então não dá bola, pois dos blogueiros que trabalham para o pt ela não fala.

    ResponderExcluir
  4. Fabrício Carvalho23 de agosto de 2009 15:18

    Serjão amigo, porque ninguém comenta do esquema que a família lima, décio e ana paula, tão montando com alguns da imprensa, como blogs, radialistas e outros, para aparecer mais na midia.
    será que a Maike é mais uma da turma?

    ResponderExcluir
  5. pra mim essa Maike não passa de um perfil criado pelo pessoal que ta com inveja. e olha que tem neguinho que deppois que trampou na prefa, nunca mais conseguiu emprego em lugar nenhum. Eu trabalho lá e sei.

    ResponderExcluir
  6. Sergio está assumindo que é tucano mesmo né!!
    depois de aceitar a assessoria de um deputado tucano já esta em campanha para o Pavam. uma pena, ainda mais para quem assumia posições criticas em relação a todos os politicos, já virou um deles.

    ResponderExcluir
  7. ou melhor um puxa saco de primeira.

    ResponderExcluir