sexta-feira, 11 de setembro de 2009

INTIMIDAÇÃO



Durante a sessão de ontem da Câmara de Vereadores de Blumenau, o procurador do legislativo blumenauense, José Carlos Oechler, a pedido do presidente Jens Mantau (PSDB), chamou os senhores Osmar Aim e Roberto Teixeira para pedir que eles parem de conversar no plenário da casa enquanto assistem a sessão.
Segundo o procurador, Jens constantemente chama a atenção de um grupo por conta do barulho, e solicitou que ele, Oechler, peça silencio pessoalmente para a turma do barulho.
A resposta de Osmar Aim foi a seguinte.
“Há 19 anos acompanho as sessões da Câmara. Se quiserem chamar a minha atenção, tem que ser por escrito e através da justiça”.
Foi curto e grosso. Vamos ver qual atitude tomará o comando do legislativo da cidade se as conversas continuarem.

DENÚNCIA 1



O vereador blumenauense Vanderlei de Oliveira (PT) encaminhou ao Ministério Público denúncia contra a Prefeitura de Blumenau e também contra a Companhia Urbanizadora por conta de um contrato, com dispensa de licitação, para a limpeza e manutenção dos terminais urbanos da cidade entre 04/07/2006 e 31/12/2008. O problema, segundo Vanderlei, é que esse serviço foi repassado para o Consórcio Siga em novembro de 2007.
Outro ponto que está descrito no documento é o grande número de dispensa de licitação entre a Prefeitura e a URB, como nos casos do “Programa Asfalta Blumenau” que, segundo o vereador, nenhuma rua foi concluída.
Também relata que na Rua Hermann Lange foram feitas duas vezes o serviço de drenagem no mesmo local durante a pavimentação daquela via, tendo sido pago o valor de R$ 299.792,12 pelo serviço.

DENÚNCIA 2



O vereador Vanderlei colocou no documento que, na rua Hermann Lange, no Fidélis, foi realizado apenas um serviço de asfaltamento daquela via, mas foram encontrados um contrato e recibo de pagamento, no valor de R$ 230.802,51, de pavimentação com lajotas.
Vanderlei também colocou no documento, enviado para o Ministério Público, a estranheza da nomeação de Célio Dias na Urbanizadora, já que ele, quando presidente da Câmara de Vereadores, teve suas contas rejeitadas, sendo condenado a devolver cerca de R$ 500 mil aos cofres públicos.
Outro fato relatado no documento é a nomeação do Sr. José Carlos Oliveira como Secretário Distrital do Garcia e, mais tarde, Diretor Financeiro da URB, quando estava sendo executado, segundo Vanderlei, pela própria Prefeitura.
Se tudo isso for realmente verdade, e o Ministério Público deve pelo menos averiguar, todos os vereadores, independente de partido, ficam com a obrigação de buscar as respostas junto a administração municipal.

CALÇADA DA FAMA 1

No mesmo instante que o vereador blumenauense Napoleão Bernardes (PSDB) tinha sua indicação de solicitação para a criação da Calçada da Fama no Galegão, por parte da Fundação Municipal de Desportos, o Senhor Jorge, pai da ginasta Caroline Espíndola, da equipe infantil de GR da FMD, oferecia uma rifa para custear a estadia na menina em Belém (PA), onde ela irá representar a cidade de Blumenau no campeonato brasileiro de ginástica, entre os dias 1º e 6 de outubro.
A passagem aérea ele conseguiu através do deputado estadual Jean Kuhlmann (DEM), mas precisa ainda levantar a quantia de R$ 724,48 para pagar a hospedagem.
Ela, que já foi campeã brasileira infantil de ginástica rítmica, treina nas dependências da AABB e recebe mensalmente da Fundação de Desportos o valor de R$ 100,00.
Segundo o pai, esse valor dá apenas para custear a passagem de ida e volta para os treinamentos.

CALÇADA DA FAMA 2

Apóio a iniciativa do vereador Napoleão em homenagear atletas como Sérgio Galdino, Ana Moser, Thiago Splitter e Ana Amorim, mas primeiro precisamos manter os atletas que hoje representam a cidade nas mais diversas competições pelo país.
Como sugestão, podia-se criar ou melhorar uma lei para facilitar o patrocínio de atletas e equipes das categorias de base para, mais tarde, podermos também homenagear outros atletas que, possivelmente, venham a participarem de seleções brasileiras em diversos esportes.
Caso contrário, a fonte pode secar e aí só teremos na calçada da fama apenas atletas aposentados.
Esporte e educação devem ser levados mais a sério nesse país, e também em Blumenau.
Há pelo menos 10 anos que ninguém se preocupar em colocar o esporte e educação como prioridades, preferindo asfaltar rua e buscar dinheiro para obras que irão perpetuar o nome de prefeitos em placas de bronze.
Se nada for feito agora, futuramente um ex-atleta, que deixou a escola, pode roubar o carro de algum político da cidade.
Pensem nisso!

CADÊ A OBRA

No dia 30 de março de 2008 o então presidente da Câmara de Blumenau, José Luis Gaspar Clerici (PMDB), inaugurou a pedra fundamental no terreno onde seria construída a nova sede do legislativo, nas proximidades da Vila Germânica. A artista Pita Camargo, segundo informações do próprio vereador na época, iria colocar naquele local uma obra de arte exclusiva em homenagem ao legislativo municipal.
Dizem que foram gastos cerca de R$ 22 mil com essa obra, mas até hoje nem o prédio e muito menos a obra de arte apareceram no local.
Alguém pode informar onde foi parar a pedra fundamental, a obra de arte e a nova sede?
Vou esperar sentado.






Sérgio Eduardo de Oliveira – 11/09/2009


4 comentários:

  1. Só falta agora o senhor, Jens Mantau, mandar embora os senhores Osmar Aim e Roberto Teixeira, como fizeram no caso dos funcionários da pizza em maio deste ano. Nossa câmera vem mostrado seu lado autoritário, com suas atitudes equivocadas!!! Cuidado senhores

    ResponderExcluir
  2. Pergunte ao Napoleão por tiraram o elson da fmd que estava fazendo um excelente trabalho (alias os dois são do mesmo partido) foi barganha de campanha ?

    ResponderExcluir
  3. Eu tambem gostaria de saber, o motivo da retirada do Elson da Fundação, pelo que me contaram na prefeitura o prefeito não gostou da troca,mais respeitou a decisão do psdb.Politicagem barata.

    ResponderExcluir
  4. A Câmara de Vereadores de Blumenau, na presidência de Jeans Mantal, está desacreditada, desde o episódio acontecido com o vereador Marçal. E tenho dito!

    ResponderExcluir