terça-feira, 27 de outubro de 2009

A BRUXA TA SOLTA



Parece que a bruxa ta solta na área de comunicação em Blumenau. Primeiro foi a prisão do apresentador da TV Galega, Jair Louzada, que ta respondendo por um suposto desvio de dinheiro da Prefeitura de Joinville, na administração do prefeito Marco Tebaldi (PSDB).
Ontem foi a vez do radialista Alexandre Castelli (de camisa vermelha), ex-Rádio Blumenau AM 1260, dar entrevista no Jornal do Almoço, da RBS TV, dizendo ter sido seqüestrado por engano no último fim de semana.
Segundo Castelli, só foi solto depois que os bandidos descobriram que ele era radialista. Seqüestrar radialista só se for por engano mesmo.
Aliás, tem uma pesquisa de audiência de rádios AM circulando na cidade colocando a Blumenau 1260 bem perto das primeiras colocadas.

NO CQC

Ontem a noite, no Programa CQC da TV Bandeirantes, ilustraram a matéria dos deputados mirins, que participaram de uma sessão da casa de leis na semana passada, o Deputado Décio Lima (PT), que falou que todos temos que um dia voltar a ser criança e um menino de Blumenau, que infelizmente não teve seu nome colocado na matéria, mas que, vestido de Fritz, mandou muito bem como representante da cidade.
Na verdade, todas as crianças que estiveram por lá mandam muito melhor do que os mais de 500 que dizem entender de leis.

DOIS COELHOS

O inquérito policial que investigou o fato ocorrido no dia 27 de setembro em Timbó, onde policiais militares invadiram uma residência onde três jovens estavam com som alto, foi concluído.
A polícia civil matou dois coelhos com uma cajadada só. Indiciou os quatro policiais militares por lesão corporal e abuso de autoridade e também tipificou o crime dos três jovens por perturbação de sossego e ameaça.
O inquérito será entregue hoje a tarde na Comarca de Timbó e cabe agora à Justiça decidir o que pode ocorrer com os sete envolvidos.
O problema é que os jovens apanharam, foram humilhados e ainda vão responder por crime de perturbação de sossego e ameaça?
É o tipo da coisa que sempre livra a cara de maus policiais como os PMs de Timbó.
E olha que o policial mais violento daquela ação já tem outros processos administrativos contra si pelo mesmo motivo.
Mas parece que vai continuar trabalhando, do mesmo jeito.
Se quiser ver o vídeo novamente, é só acessar o link abaixo.
http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default.jsp?uf=2&local=18&section=Geral&newsID=a2697196.xml

DOIS REQUERIMENTOS

Dois requerimentos estão na pauta de hoje para serem votados na Câmara de Vereadores de Blumenau. O primeiro, do vereador Napoleão Bernardes (PSDB), questiona o Samae de Blumenau se há algum estudos visando redimensionar a coleta de lixo reciclável na cidade. Além de ampliar o número de ruas atendidas, o parlamentar também sugere o aumento da frequência da coleta seletiva. O documento está na pauta da sessão desta terça-feira.
Já o segundo, do vereador Vanderlei de Oliveira (PT), busca explicações sobre a contratação de trabalhadores admitidos em caráter temporário (ACT).
Ele pede que representantes da Secretaria Municipal de Administração, Faema, URB, Seterb e Secretaria de Educação compareçam na Câmara de Vereadores para prestar esclarecimentos sobre a contratação de ACTs em vagas de servidores concursados.
Como se vê, tanto situação quanto oposição parecem estar rumando para o mesmo caminho. Querem diálogo aberto com o executivo.
Enquanto isso não acontece, usam a única forma que é possível nesse momento.

TOLERANCIA ZERO



O ex-prefeito de New York, Rudolph Giuliani, antecipou sua vinda para Santa Catarina. A sua palestra, que aconteceria em meados de dezembro, vai ocorrer no dia 1º do mesmo mês na sede da ADVB/SC, em Florianópolis.
Giuliani vai mostrar como implantou o sistema “Tolerância Zero” na sua cidade, fazendo com que a segurança pública novaiorquina, que lá está sob o comando do prefeito, melhorasse muito com uma ação enérgica e planejada, muito diferente do que se faz por aqui.
Bem que esse modelo de Segurança Pública administrada pela prefeitura poderia ser implantado no Brasil, pois são as cidades que sabem onde o calo aperta de verdade.
Baste perguntar para o Secretário Benedet o que ele acha da segurança em Blumenau. Não vai responder, pois passou por aqui no máximo duas vezes em sete anos.

CONTROLE DO PONTO 1

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Vereadores de Blumenau analisa na tarde de hoje o Projeto de Lei N.º 1.040, de autoria do vereador Aílton de Souza (PP), que pede o controle e registro de frequência dos servidores públicos lotados em cargos de comissão. A proposta obriga o controle de freqüência dos servidores públicos comissionados na administração municipal direta e indireta, através de registro manual, mecânico ou eletrônico.
Ficará cadastrado o horário de chegada e de saída ao trabalho e eventuais afastamentos no horário de expediente para resolver assuntos de interesse próprio. A chefia imediata do servidor deve determinar a maneira mais eficaz para atender a necessidade dos serviços. As jornadas de trabalho ficarão em relatório arquivado na área de recursos humanos.
A matéria determina que a prestação de serviço extraordinário pode acontecer somente com a autorização do Prefeito, Secretário Municipal ou de titular de Autarquia, de Fundação Pública ou de Sociedade de Economia Mista e somente para atender situações excepcionais e temporárias, realizado sob forma de plantões.

CONTROLE DO PONTO 2

A proposta aponta ainda que será concedido horário especial ao servidor estudante até o limite de duas horas, quando comprovada a incompatibilidade entre o horário escolar e o da unidade administrativa e prevê também que o servidor possa ausentar-se do serviço, sem prejuízo de remuneração, para vestibular.
O projeto considera falta grave do servidor público registrar a frequência de outro servidor, rasurar o cartão ponto ou controle de horário com a intenção de ludibriar o controle e descumprir o que está descrito na lei. Somente não estarão sujeitos ao registro de freqüência o Chefe de Gabinete, Procurador Geral do Município, Secretário Municipal, Diretor Presidente, Presidente de Fundação Pública, Superintendente e Diretores, mas, é claro, essa proposta não se aplica aos servidores da Câmara Municipal.
No dos outros é refresco.

TCHAU BRASIL TELECOM

O Procon de Blumenau está estudando uma forma para fechar os postos de vendas da Oi/Brasil Telecom. A ação se deve por conta das inúmeras e constantes reclamações dos consumidores. A Oi Brasil Telecom já recebeu uma multa no valore de R$ 460 mil no dia 16 de setembro pelo mesmo motivo, mas ainda não tomou jeito.
Está agendada para amanhã uma reunião definitiva com diretores da empresa, pois várias outras já aconteceram com representantes da empresa sem que houvesse um acordo. De acordo com Erivaldo Nunes, do Procon de Blumenau, só as multas parecem não ser suficientes diante do descaso.
Já existem mais de 60 processos prontos para aplicação de multas e, de acordo com o Procon, caso não haja um acordo definitivo, o fechamento dos postos pode ocorrer já no dia 28.
Erivaldo diz que tudo vai depender da postura e do que irá propor a empresa.
Duvido que o Procon de Blumenau vá conseguir fechar os postos de vendas da Oi Brasil Telecom, até porque a grande maioria é terceirizado.
É muito fogo para pouca palha.




Sérgio Eduardo de Oliveira – 27/10/2009

Um comentário:

  1. Na nota "No CQC" publicada acima, o menino de Blumenau vestido de Fritz que "mandou muito bem" foi o Anthony Louis Azevedo, aluno da 7a série do Colégio Bom Jesus, de nossa cidade.

    ResponderExcluir