sexta-feira, 9 de outubro de 2009

DESCULPAS

Quero pedir desculpas aos leitores por não ter conseguido atualizar o Blog do NEURôNIO ontem. O fato ocorreu por conta de problemas técnicos na minha máquina. Mas já está tudo resolvido e voltamos ao normal a partir de hoje.

O CASO DE TIMBÓ

O caso envolvendo os policiais militares de Timbó, que invadiram um apartamento onde jovens estavam reunidos para uma festa, mostra o despreparo de agentes que sequer sabem o teor da lei que o regem.
Chamaram os adolescentes de lixo da sociedade e bateram nos garotos como se fossem bandidos de alta periculosidade.
É esse tipo de policial, os verdadeiros lixos da sociedade, que fazem da já precária segurança pública uma verdadeira inversão de valores.
De quem se esperava segurança, tem-se um criminoso e desumano ataque físico e psicológico.
Queria vê-los enfrentando gente perigosa de verdade.
Será que a reação dos policiais seria a mesma? Acho que não.
Assista ao vídeo da invasão e uma entrevista com os menores no link abaixo, na página do Diário Catarinense.
http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default.jsp?uf=2&local=18&section=Geral&newsID=a2680397.xml

SEM CHANCES



O Governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) acha muito difícil o seu partido fechar uma aliança com o PT para a disputa a presidência em 2010, muita menos em Santa Catarina. Durante esta semana ele foi taxativo em afirmar que "não existe a mínima condição de ser feita esta aliança". Segundo ele, se sair mesmo o acordo, vai se juntar a outros líderes "rebeldes" e convocar o conselho nacional do partido para derrubar a decisão.
Essa foi a primeira vez que o Governador falou em tom mais firme, mandando um recado direto para a turma de Eduardo Pinho Moreira, presidente do PMDB em SC, de quem manda, nesse momento, é ele.
A única coisa que todos tem em comum, é o medo do PMDB estar rachado em 2010.

PESQUISA SIM, MAS EM MAIO



O vice-governador Leonel Pavan (PSDB) defende que o candidato a governador da tríplice aliança seja definido através de uma pesquisa, mas somente em maio do ano que vem. Segundo Pavan, esse entendimento ficou definido na reunião entre caciques dos três partidos que compõe a base (PMDB, DEM e PSDB) com o governador Luiz Henrique, na reunião que aconteceu na última terça-feira no Palácio da Agronômica.

ASSIM NÃO



Mas o senador Raimundo Colombo (DEM) não entendeu dessa forma. Para ele será sim através de uma pesquisa encomendada pela tríplice aliança, mas não em maio. Para Colombo, se essa definição acontecer em maio, ficará muito em cima da data para conclusão das convenções que definem candidatos e aprovam alianças. "Uma aliança bem feita tem que considerar as acomodações regionais entre candidatos. Essas coisas não podem ser feitas no atropelo e em cima da hora", justificou.

VEREADOR MANDA OFÍCIO



No tempo em que esteve à frente, interinamente, da Câmara de Vereadores de Florianópolis, substituindo o presidente Gean Loureiuro (PMDB), o também vereador Márcio de Souza (PT) encaminhou ofício à Câmara dos Deputados manifestando-se contrário à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que pôs fim à obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista.
O presidente da Câmara Federal, deputado Michel Temer (PMDB), respondeu informando que tramita naquela Casa a proposta de emenda Constitucional a PEC nº 386/09, que estabelece a necessidade de curso superior em jornalismo para o cumprimento da profissão, sendo que a mesma se encontra, hoje, na Comissão de Constituição e Justiça.

RÁDIO BLUMENAU

Na quinta-feira a noite aconteceu a festa de comemoração de 1 ano da nova programação da Rádio Blumenau AM 1260. Estavam presentes, além dos funcionários da emissora, muita gente que participa e ouve a Rádio Blumenau diariamente, como o Osmar Aim e Enoc Melo. Os proprietários Marcos Gelain e Jane Menoncin já mostraram que vieram para mudar a cara do rádio blumenauense. Já não é de hoje que a Blumenau 1260 vem sofrendo represálias por conta daqueles que já perceberam que a audiência da rádio vem subindo.
Se a rádio não mudar, pode se tornar a voz mais forte do ouvinte de rádio AM de Blumenau.

NOVAMENTE OS DJs 1



Segundo o pronunciamento do vereador Marco Antônio Wanrowski (PSDB), “alguns aspectos da Oktoberfest que não estão agradando ao blumenauense devem ser repensados”. Ele se refere especificamente aos DJs que estão fazendo a sonorização nos pavilhões.
Para o vereador, a Oktober “é uma festa da tradição alemã que prevê o chope, a comida típica, as bandas e o folclore, e não cabe neste espectro algo estranho à tradição”.
“A Oktoberfest foi criada num momento difícil e se consolidou como uma das maiores do mundo e estes aspectos tiram todo seu charme. Uma festa da família acaba se transformando em balada. Quem vem a Oktoberfest deve gostar de festa alemã, da culinária e do chope artesanal. Por isso, não cabe este tipo de música”, disse Marco Antônio.
O vereador também criticou a organização por contratar DJs de fora, ignorando os profissionais de Blumenau. “A Oktoberfest deve ser marcada como a festa alemã, da família e da tradição”, finalizou.

NOVAMENTE OS DJs 2

Disso tudo que ele falou, eu só aceitaria a contratação de DJs de fora, mas ainda assim pensando muito bem. Se podemos contratar bandas da Alemanha, porque não podemos contratar DJs de outros países ou estado.
Afinal, essa coisa de dizer que os DJs não estão agradando os blumenauense é balela, pois a maioria das pessoas que estão no pavilhão quando eles tocam são de Blumenau.
Talvez não agrade aquelas pessoas que não gostam de música eletrônica, mas dizer que os DJs são o câncer da festa é um absurdo.
É aquela coisa de querer achar pêlo em ovo. Mas vê-se que não só Marco Antônio, mas muitos vereadores não sabem da verdadeira história dessa festa. Como o próprio Tonet escreveu na sua coluna no Jornal Folha de Blumenau, a festa já estava sendo pensada mesmo antes da enchente de 1983 e não foi criada por causa dela.

NOVAMENTE OS DJs 3

Uma coisa absurda que o vereador Marco Antônio disse foi que “Uma festa da família acaba se transformando em balada”. Então quer dizer que todas as baladas não podem ser uma festa de família? Se o pai, a mãe, os filhos, papagaio e cachorro gostarem da balada, eles não são pessoas boas, de boa índole, e estarão lá somente para pensarem coisas que vão contra o pensamento do conceito de família? Hora vereador, eu e o senhor sabemos muito bem que tem gente em Blumenau que se diz “de família” e fazem coisas que até Deus duvida.

NOVAMENTE OS DJs 4

Na minha opinião, tanto o vereador Beto Tribess (PMDB) quanto o vereador Marco Antônio usam de um pensamento preconceituoso para justificar as suas opiniões de não quererem os DJs na Oktoberfest.
Podem não gostar e não quererem os DJ, mas tem gente que quer, e a vida é assim. A Oktoberfest tem que agradar o pessoal daqui e os de fora, os mais velhos e os jovens, senão vamos fechar as porteiras da cidade e vamos viver o nosso mundinho sem a interferência dos demais.
Afinal, tem muita gente por aqui que morre de medo dos que vem de fora.
Mas parece que a população blumenauense não tem, pois já elegeram dois prefeitos que não são daqui.


UM BOM FERIADÃO PARA TODOS E VOLTAREMOS NA PRÓXIMA TERÇA-FEIRA COM MAIS INFORMAÇÕES. ATÉ LÁ.



Sérgio Eduardo de Oliveira – 10/10/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário