sexta-feira, 2 de outubro de 2009

RIO 2016



O Rio de Janeiro foi escolhido como sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Alguns jornalistas, principalmente do canal ESPN Brasil, estavam mais preocupados com possíveis desvios de dinheiro público nas obras listadas pelo Comitê Olímpico do que com a vitória do Rio na escolha.
Se vão acontecer desvios de dinheiro eu não tenho nenhuma certeza, apesar de achar que sim, mas esse tipo de coisa acontece todos os dias, com Olimpíadas ou sem Olimpíadas.
O problema do Brasil não é a Copa do Mundo ou a Olimpíada, mas sim a falta de punição para aquelas pessoas que roubam o dinheiro do brasileiro em qualquer situação.
Temos que ser contra os corruptos, os ladrões e os políticos que usam o governo para se beneficiarem, não contra um evento que, se não fosse no Brasil, a maioria dos brasileiros sequer teria a chance de participar.

AQUI EM BLUMENAU 1



Esse tipo de opinião também ocorre quando se fala em Oktoberfest ou em qualquer outro tipo de evento que traga um pouco mais de alegria para a cidade. No programa do Armindo Vogue, da Rádio Blumenau, um ouvinte ironizou o investimento que a prefeitura faz na festa por conta daquelas pessoas que ainda estão nos abrigos provisórios ou aquelas que utilizam o sistema de saúde pública de Blumenau.
Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Então não se pode promover qualquer tipo de festa popular se não tivermos a saúde, educação e todas as demais áreas em perfeito estado?

AQUI EM BLUMENAU 2

Claro que sim. Até porque o dinheiro empregado na festa não pode ser destinado para a saúde ou para a construção de casas.
E vale lembrar que o turista não tem culpa de nossa cidade ter esses problemas.
Se fosse assim, também não poderíamos ir para Gramado, pro Rio de Janeiro ou para qualquer outra cidade participar de alguma festa que nos agrade.
O blumenauense tem que aprender que turista não trás só baderna. Traz também dinheiro e muitas oportunidades.
Se alguém discordar, pode opinar no link que está no fim dessa postagem.

OS RUMOS DO PP 1



Conversei com o ex-governador Esperidião Amin e também com o deputado estadual e presidente do PP de SC, Joares Ponticelli, sobre a escolha do nome do candidato ao governo do partido.
Para Amin, “a escolha de candidato só acontecerá, em todos os partidos, na Convenção”. Disse também que “mesmo os que têm nomes naturais ao governo, por mais que falem firme, dependerão de decisões nacionais".
Esperidião diz que o PP tem dois nomes (Hugo Biehl e Ângela Amin) postos e que sempre defendeu que se escolhesse o (a) pré-candidato (a) até o fim do ano, preservando a unidade partidária.

OS RUMOS DO PP 2

Segundo Amin, os prazos para a escolha do nome estão sendo dilatados em função da incerteza, tanto no cenário nacional quanto no estadual, mas foi categórico em afirmar que todas as possíveis coligações podem ser cogitadas, menos entre PP e PMDB. “Quase todos os partidos dispõem de pesquisas. Pelo que sei, em todas a Ângela lidera”, afirmou Esperidião.
Para Amin, se não houver um consenso dentro do PP, deve-se cuidar para que não haja rachas. O ex-governador comentou também sobre a filiação do Secretário de Saúde de Blumenau, Marcelo Lanzarin, no partido.
“Quanto à filiação do secretário da saúde, penso que deveria ter sido feita há mais tempo, pois, pelo que recordo, este cargo deveria ser preenchido, de novo, pelo PP (em sucessão longínqua ao Motta, certo?!). Não acredito que prejudique o Edson, que é nome fortemente partidário e com história política marcante (que muito nos orgulha!). Afinal, o DEM vai ter quantos candidatos a estadual e a federal em Blumenau e na Região? Podemos ter mais do que um, tanto a estadual quanto a federal, quer em Blumenau, quer na Região”.

OS RUMOS DO PP 3



Já o deputado Joares Ponticelli informou que na próxima segunda-feira, 5 de outubro, haverá uma reunião da executiva para discutir o assunto da sucessão de 2010.
Ponticelli preferiu comentar sobre o suposto nepotismo que está instalado no governo do estado. Disse que está tendo dificuldades para conseguir as respostas dos pedidos de informações, enviados para o governo estadual, mas que assim que tiver o levantamento completo, enviará para ser publicado.
Então vamos aguardar.

OS CANDIDATOS DO PP



O apresentador e radialista Roberto Salum, que conquistou 71.864 votos como candidato a deputado federal pelo PSB em 2006 e não garantiu cadeira porque faltou legenda partidária, e o ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estasdo, Gilson dos Santos, filiaram-se no PP para disputarem as eleições de 2010.
Ambos tiveram suas filiações prestigiadas pelo ex-governador Esperidião Amin e pelo deputado estadual Joares Ponticelli.
Eles devem concorrer a uma das 40 cadeiras da Assembléia Legislativa de Santa Catarina.
Os partidos estão apostando em nomes fortes para terem, em 2011, o controle da casa de leis no estado.
Tem muito deputado de hoje que vai ficar de fora da próxima legislatura.

VOLTANDO A CENA



Algumas figuras, antes desconsideradas na equação política para a composição de chapas em 2010, começam a dar o ar da graça. É o caso do ex-governador Paulo Afonso Vieira (PMDB), que na quarta-feira recebeu a absolvição da 1ª Vara Criminal de Florianópolis do crime de falsidade ideológica no caso das letras, em 1996, e também do prefeito de Chapecó, João Rodrigues (DEM) que, com o pretexto de divulgar a Efapi, vem correndo o estado atrás de visibilidade.

LÁ COMO AQUI

O blogueiro Valdomiro da Motta, de Brusque, publicou uma nota que fala que a Câmara de Vereadores da cidade aprovou parecer, de um ofício encaminhado pela prefeitura, no qual a mesma solicitava o arquivamento do decreto 2/2007. A proposta, enviada pelo prefeito anterior, extinguia o Samae e criava a Companhia de Abastecimento e Esgoto Brusque (Casbrusque). Em outras palavras, entregava parte do órgão público à iniciativa privada, considerando a rentável situação da autarquia, que é superavitária.
Segundo Valdomiro, os 49% que sairiam das mãos do poder público já tinham endereço certo.
O que o blogueiro acha mais estranho é que, muitos dos vereadores que referendaram o pedido do prefeito Paulo Eccel (PT) para o arquivamento, eram favoráveis a privatização do Samae de Brusque, como as bancadas do PDT e DEM, que hoje são maioria na Câmara.
Penso eu que daqui a pouco passaremos pela mesma situação em Blumenau.
Tomara que não.

ELEIÇÕES PETISTAS

Indaguei o suplente de vereador Jefferson Forest sobre as eleições internas do PT. Segundo ele, “é muito difícil nós ganharmos as eleições internas em Blumenau, pois as correntes que dirigem o partido há muito tempo (Esquerda Socialista – ES, de Odair Andreani, Tendência Marxista – TM, do vereador Vanderlei de Oliveira, e Resistência Popular – RP, do Valmor Schiochett), juntas, detêm a maioria dos filiados”.
Diz respeitar todos pelas suas histórias dentro do partido e de luta na sociedade, mas como o PT é um partido de massas e plural, tem o direito democrático de pensar diferente referente as questões internas.
Forest disse que a sua chapa é composta por militantes preocupados com o futuro do partido na cidade e que acham que o PT tem que renovar as suas práticas e se apresentar de uma forma diferente o nosso povo.
O ex-vereador Isaltino Pedron, os suplentes de vereador Arnaldo Zimmermann, Adriano Pereira e Arlete Canarinha, o ex-secretário Aroldo Benhardt, o atual vice-presidente Adilson Costa, a Deputada Ana Paula e representantes da Juventude do PT são algumas das pessoas que apóiam a sua chapa.

AUMENTO DOS VEREADORES

Forest também marcou posição sobre o assunto do aumento de vereadores no Brasil. Veja abaixo o que ele escreveu no e-mail enviado para o blog.

“Em relação a emenda constitucional nº 58/09, que determinou a recomposição do numero de vereadores e a diminuição do percentual de repasses , sou absolutamente favorável, pois considero que o povo precisa de representantes mais próximos, e conseqüentemente a sua representatividade foi aumentada, tendo em vista que o corte nas vagas existentes além de favorecer os candidatos com maior poder financeiro, excluiu a representação das minorias, como os negros, as mulheres, a juventude e os homossexuais.
Sobre a aplicabilidade da nova emenda, não tenho duvida jurídica que a justiça eleitoral terá que imediatamente refazer os cálculos e as câmaras empossarem os novos vereadores. Mas infelizmente os poderes estão em conflitos e o judiciário vem se pautando por opiniões políticas”.



UM BOM FIM DE SEMANA PARA TODOS.


Sérgio Eduardo de Oliveira – 03/10/2009




2 comentários:

  1. NÃO SOU PARTIDÁRIA E NÃO ESCONDO, VOTO NA PESSOA. MAS BAHHHHH NÃO SOU A FAVOR DE MAIS VEREADORES, SOU A FAVOR DA MORALIZAÇÃO DOS QUE JÁ TEM,E TAMBÉM NÃO SOU A FAVOR DESSE GANHO D VISIBILIDADE DOS SUPLENTES, SEJA DE QUALQUER PARTIDO, ISSO M DA A IMPRESSÃO DE ESTAR SENDO LUDRIBIADA, NEM SEI S É A PALAVRA CERTA MAS NÃO ME SINTO BEM.
    GRATA
    BJUSOL

    ResponderExcluir
  2. Sérgio
    Estou sempre acompanhado seu trabalho, e cada dia melhor com noticias atuais.
    Parabéns pelo trabalho.
    Adalberto Day cientista social e pesquisador da História

    ResponderExcluir