segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

O MAR PRETO E VERMELHO TOMOU CONTA DE BLUMENAU





UM 2009 HEXAGERADO

Depois de um ano de muita luta, muitas dificuldades, de muitas novidades e de ter conhecido muita gente boa durante todo 2009, o Flamengo me dá um presente de Natal antecipado.
Tive a sorte de nascer Flamenguista e ontem, hoje e amanhã vou comemorar o hexacampeonato do mais querido do Brasil.
E como ninguém é de ferro e já sabendo que 2010 será um ano de muita notícia e muita movimentação, vou entrar de férias a parti desta segunda-feira, voltando a ativa no mês de fevereiro.
Mas não posse terminar essa minha última participação em 2009 sem deixar um forte abraço para o Ivan Castro (ex-CBN AM), para o Marcos e para a Jane Gelain (Rádio Blumenau AM), para os meus grandes amigos Silvio Borges de Jesus Jr., Eraldo Schnaider, Giovani e André Mrowskowsky e Nico e Fabrício Wolff, para o Armindo Vogue, Amauri Pereira, Marciano Regis, Lucas, Valdecir e Roberta (equipe da Rádio Blumenau), para o Edgar Gonçalves Jr. (Santa), para o deputado Giancarlo Tomelin, para o Esperidião Amin, para o Paulo César (Rádio Nereu Ramos AM), para toda a turma do 6º semestre de jornalismo do Ibes e todos aqueles que, de alguma forma, contribuíram para o meu crescimento pessoal e profissional.
Desculpe se esqueci de alguém, mas quero agradecer principalmente ao leitor do Blog do NEURôNIO, que fez dessa modesta ferramenta de informação mais um canal de comunicação e entretenimento durante esses últimos dois anos.
Espero contar novamente com todos em 2010 e digo que podem contar comigo, pois no ano que vem estarei aqui mais uma vez para levar para vocês mais informações.
Que Deus lhes abençoem e um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo para todos nós.
Até 2010.




Sérgio Eduardo de Oliveira – 07/12/2009


sábado, 5 de dezembro de 2009

NO PRISCO 1

Está preste a estourar um gigantesco escândalo político, que tem tudo para produzir reflexos devastadores na sucessão estadual de 2010, bem como na própria transição administrativa.
Essa até eu to curioso para saber o que é. Vamos aguardar.

NO PRISCO 2

Vereador João Amin (PP) deu entrada em uma ação popular, requerendo à Justiça a anulação do contrato de R$ 3,7 milhões firmado entre a Prefeitura de Florianópolis e a Palco Sul, para a montagem e desmontagem da árvore de Natal.
Como a empresa contratada por dispensa de licitação não detém o know-how para construir a estrutura, sub-contratou outra, o que, segundo o parlamentar, é ilegal.
É por essas e outras que sempre cobramos uma posição mais efetiva do Judiciário. Se um dia um prefeito ou governador for punido de verdade, esse tipo de coisa, se realmente for verdadeira, não aconteceria mais.
Convenhamos que pagar 3 milhões por uma árvore de Natal é um absurdo. Com essa grana daria para construir um prédio de apartamentos para muita gente que precisa de casa para morar.
Mas como político faz o que quer, viva o Dário Berger (PMDB).

PRESTANDO CONTAS

O deputado federal João Pizzolatti (PP) realizará no dia de hoje um encontro com lideranças, personalidades, imprensa e convidados. Na oportunidade, será apresentado um balanço dos quinze anos do mandato do parlamentar e também as obras e verbas destinadas para Santa Catarina conseguidas através de recursos de emendas individuais, coletivas e por intermediação de Pizzolatti junto ao governo federal.
Segundo Pizzolatti, os valores ultrapassam a casa do meio bilhão de reais e estão direcionados para todas as regiões do Estado.
A programação, que acontece no Hotel Himmelblau, em Blumenau, a partir das 15 horas, conta ainda com as palestras sobre o Cenário Político Estadual, com Tadeu Comelatto, da Cooperfil/Central de Inteligência Poliadministrativa e palestra sobre Marketing Político, com Márcio Lieberbaum, diretor da M3 Marketing Político.
Durante o evento será lançado também o novo site do deputado federal João Pizzolatti.

COMO SEMPRE

O jornal Folha de Blumenau publica na edição deste sábado que o ex-prefeito de Blumenau, Renato Vianna (PMDB), desistiu de concorrer a uma cadeira na Câmara Federal em 2010. Segundo Renato, Marcelino Campos é o melhor nome para disputar esta vaga e também vai apostar em Paulo França para uma cadeira na Assembléia.
Essa é uma atitude esperada quando se trata de Renato Vianna. Desde as eleições de 2002, quando acabou ficando de fora da Câmara Federal por não ter conseguido votos suficientes para a reeleição, Vianna vem perdendo a força política junto ao eleitor, ficando sem condições de disputar qualquer cargo eletivo na região.
Todos os anos em que há eleição, ele diz que sairá candidato, mas na hora H dá para traz e acaba deixando o páreo para outro.
Só para se ter uma idéia, segundo pesquisas das últimas eleições para prefeito de Blumenau, Vianna corria o risco de ficar atrás até de Ivan Naatz, candidato do PV naquele pleito.
Então, mesmo que saísse como candidato a deputado federal em 2010, não venceria com certeza.
É, para ele o tempo já passou.

A CARTA DO FOREST PARA O TONET

O petista Jefferson Forest, genro do deputado federal Décio Lima (PT), enviou uma carta para o colunista do Folha de Blumenau, Carlos Tonet, respondendo as acusações que o colunista fez contra Décio na sua coluna da última quarta-feira. Sinceramente, pelo que conheço do Tonet, ele deve ter dado muita risada de tudo isso, apesar de riso ser coisa rara para ele. Mas o melhor de tudo isso é que, quem vai rir com a próxima coluna do Tonel seremos nós, os leitores. Leia abaixo a carta na íntegra.

Caro colunista Carlos Tonet,

O pensador Frances Victor Hugo disse certa vez que "Uma calúnia na imprensa é como a relva num belo prado: cresce por si mesma”. Sua última coluna foi irresponsável, caluniosa e certamente movida pela sua atual opinião política. Sou leitor freqüente da sua coluna, quando era adolescente iniciava a leitura do jornal pela página de esportes, hoje inicio a leitura da “Folha de Blumenau” por sua coluna.
Vejamos suas opiniões, as quais me dou o direito ao contraditório e esclareço a verdade dos fatos:
Escândalo – a matéria da revista norte-americana Veja são denúncias requentadas que já foram rejeitadas pela Justiça Federal por falta de provas e que vieram à tona somente ano passado, durante o período eleitoral, com o objetivo de prejudicar a candidatura do Décio.
Catástrofe – refresco seus neurônios que o Décio e a Ana Paula foram ao gabinete do prefeito, ainda durante as chuvas, entraram em contato com o Presidente Lula e solicitaram ao presidente as primeiras medidas de socorro às vítimas. Sobre as emendas ao orçamento, somente emendas individuais do Décio no ano de 2008 foram 6 milhões e 600 mil reais, boa parte desse recurso foi perdido por incompetência do seu prefeito João Paulo Kleinübing, que preferiu jogar o dinheiro no lixo assim como fez com a comida doada, somente por ser recurso que o Décio estava trazendo para Blumenau.
Eleição e Chororô – o Décio nunca falou que jamais havia perdido uma eleição, pois todos sabemos que perdeu a eleição para deputado estadual em 1994 por apenas 41 votos. E a ação por abuso de poder econômico contra a eleição do João Paulo Kleinübing foi movida pelo PT, pois todo cidadão dessa cidade sabe que o dinheiro decidiu a eleição de 2008, as denúncias de funcionários fantasmas na URB que desde 2005 eram pagos com dinheiro púbico para falar bem da atual administração nas rádios é exemplo disso, a prerrogativa é da justiça eleitoral em analisar se ouve influência econômica na eleição.
Emenda da reeleição – o Décio como bom republicano que é nunca foi favorável ao terceiro mandato do Presidente Lula, ele e mais 183 deputados assinaram uma proposta que seria submetida a referendo popular, proposta mais democrática impossível, mas povo e democracia não são palavras que agradam os detentores do poder em Blumenau, poderosos que você parece gostar tanto.
Já ia esquecendo, infelizmente temos mais uma discordância: fico com o brasileiro Nenê como o rei das enterradas da NBA. E para finalizar, tenho alguns amigos da direita que conhecem o Roberto Civita, dono da revista Veja, e vou pedir para que você seja indicado para substituir o Diogo Mainardi.



BOM FIM DE SEMANA PARA TODOS.




Sérgio Eduardo de Oliveira – 05/12/2009

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

CADÊ O PÚBLICO?

Ontem a noite teve início a Superliga de Vôlei Masculino e a equipe do Barão/FMD/Bunge estreou contra o Minas Tênis Clube (MG), que na temporada passada ficou com o vice-campeonato nacional, perdendo apenas para a equipe do Florianópolis.
Tava tudo certo para um grande público: uma competição de nível nacional, duas equipes de ponta do voleibol brasileiro e uma noite pra lá de agradável.
Mas os blumenauenses deixaram a desejar e não compareceu para um grande evento esportivo, coisa que há muito tempo esses mesmos blumenauenses reclamavam da falta de oportunidades como essa.

A DESCULPA
Diziam que Blumenau tinha que seguir os passos de Jaraguá, que tem um time na liga nacional de futsal, de Brusque, que tem um time na liga nacional de vôlei feminino, de Joinville, que tem um time na liga nacional de basquete, e de Florianópolis, que tem várias equipes em ligas nacionais em várias modalidades.
Mas agora povo de Blumenau? Qual será a desculpa para o não comparecimento em massa na liga nacional de vôlei masculino?
A cidade tem um time masculino de vôlei na liga nacional. Não adianta de nada só comparecer quando o campeonato estiver na reta decisiva. No sábado próximo o Barão/FMD/Bunge vai jogar com o time do Cruzeiro, às 19:00 horas, no Galegão.
Espero ver mais gente do que vi na noite de ontem, quando o vice-campeão nacional, que tem André Heller, André Nascimento e outros jogadores que já passaram pela seleção brasileira, jogou contra o Barão/FMD/Bunge.
Depois não reclamem se ninguém mais se interessar em fazer um time para disputar uma liga nacional.

CONSOLO

O blumenauense tem o dever de prestigiar essa competição, pois caso contrário, terá que se contentar com o Metropolitano tentando conquistar uma vaga na 4ª divisão do Campeonato Brasileiro de Futebol, o que para mim ta mais difícil do que o ressurgimento do BEC.
Tenho a absoluta certeza que, caso o Flamengo seja campeão brasileiro, vai ter mais gente na Alameda no domingo a noite do que no jogo do Metropolitano contra o Joinville da última quarta-feira no Sesi.
Então se o povo da cidade torce mais para os times da primeira divisão, vamos lotar o Galegão no próximo sábado e torcer pelo Barão.
Essa é a hora.

CULPA NO CARTÓRIO 1

O presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, disse ontem que vai entrar na Justiça Federal de Brasília com uma queixa-crime contra o empresário Alcyr Collaço, dono do jornal Tribuna do Brasil, de Brasília, que foi filmado colocando dinheiro de propina na cueca.
Em outra gravação, Collaço cita os nomes de quatro deputados federais, entre eles o de Temer, relacionando-os a propinas.
Temer afirmou também que vai recorrer à Justiça em São Paulo para obter cópias de papéis apreendidos pela Polícia Federal na construtora Camargo Corrêa.

CULPA NO CARTÓRIO 2

Segundo informações da imprensa, o nome de Temer é citado entre os beneficiários de doações ilegais. De posse dos papéis, Temer pretende tomar as providências judiciais cabíveis. Ele classificou as denúncias de “vilania” e disse que não sabe a que atribuí-las.
Uma das hipóteses é o fato de ser presidente da Câmara e outra é a possibilidade de ser candidato a vice-presidente da República nas próximas eleições.
Ele afirmou também que as doações que recebeu da construtora Camargo Corrêa são legais. “O mais é balela e infâmia”, disse. Acrescentou que acha estranho que o nome dele tenha sido pinçado dentre 200 outros.
Questionado por um repórter sobre a possível existência de uma indústria de dossiês, Temer afirmou: “O pior é que são falsos”.

A RESPOSTA DE MARÇAL

Como já era esperado, o vereador blumenauense João José Marçal (PP) respondeu as acusações do seu companheiro de legislatura, o também vereador Vanderlei de Oliveira (PT), que o chamou na sessão da última terça-feira de funcionário quase fantasma do gabinete do deputado federal João Pizzolatti (PP).
Vanderlei também chamou Marçal de “um dos vereadores mais atrapalhados desta Casa”, e Marçal iniciou seu pronunciamento da seguinte forma: “Quem está atrapalhado é seu amiguinho Décio Lima”. Marçal mostrou matéria publicada na última edição da Revista Veja, que acusa Décio de envolvimento em ações de lobby promovidas pelo assessor Marcelo Sato, genro do presidente Lula, para a empresas. Na reportagem, Décio é acusado de utilizar uma aeronave do grupo investigado pela Polícia Federal para se deslocar até a inauguração da indústria de biodiesel brasileira, em Mato Grosso.

MARÇAL DISSE MAIS

“Dia 14 de fevereiro o Sato e o empresário chinês estavam no Palácio do Planalto em Brasília”, enfatizou o progressista. Marçal comentou ainda a intenção federalizar o Porto de Itajaí. “Vergonha! E quem deu a idéia foi Décio Lima. O Porto de Itajaí nunca teve problemas na administração, quando Décio Lima assumiu o porto teve problemas”, afirmou. O progressista fez ainda a leitura da coluna do jornalista Carlos Tonet, no Jornal Folha de Blumenau de ontem, que diz: “Décio era a nossa maior estrela política até a chegada do João Paulo. Foi ultrapassado logo na largada. Às vezes parece estar atrás até mesmo da sempre atenta, competentíssima Ideli, a nossa rainha”. Marçal também mencionou que o deputado é o único favorável ao terceiro mandato de Lula.
Zé Marçal também respondeu a acusação feita por Vanderlei de o que progressista foi por determinado tempo, um funcionário quase fantasma do Congresso Nacional. “Para se dirigir a mim tem que olhar primeiro para sua casa. Porque você foi diretor do Procon na época do Décio Lima e ninguém te conhece lá. Eu trabalhava, não preciso usar o trabalho dos outros para manchar a vida de alguém”, declarou.
Por fim, lamentou não poder fazer como vários telespectadores da TV Legislativa, “quando o vereador Vanderlei vai para tribuna mudam de canal”.



Sérgio Eduardo de Oliveira – 04/12/2009



quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

PROPOSTA

Uma proposta da senadora Ideli Salvatti (PT) determina que juízes e membros do Ministério Público, se envolvidos em atos criminosos, poderão perder o cargo por decisão de dois terços do conselho nacional ao qual estiverem vinculados. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC 89/03) foi votada esta tarde (02) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).
O texto também proíbe que a aposentadoria compulsória seja aplicada como pena a magistrados que cometam infrações penais ou crimes contra a administração pública.
Ideli disse que a apresentação do projeto foi motivada por vários casos de impunidade existentes no país onde juízes e promotores foram punidos apenas com a aposentadoria. Segundo a senadora, a proposta combate também o crime organizado, uma vez que existem casos de juízes que vendem sentenças para integrantes do tráfico de drogas.
A matéria aprovada na CCJ ainda precisa ser votada em dois turnos no Plenário para só então seguir para análise na Câmara dos Deputados.

ATRASO NAS OBRAS

O deputado estadual Jean Kuhlmann (DEM) lamentou a confirmação oficial do atraso das obras na BR 470. O parlamentar ocupou o horário destinado aos partidos, na sessão da Assembleia Legislativa da última terça-feira, para falar sobre o novo cronograma divulgado pelo Jornal de Santa Catarina. De acordo com a matéria, a previsão passa dos primeiros meses de 2010 para o primeiro semestre de 2011. Kuhlmann, que vem pedindo explicações freqüentes do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) afirmou que espera que esta obra não se transforme em palanque eleitoral.
Se isso vai ou não acontecer, só o tempo dirá.

O NOVO GOLPE

Um golpe aplicado pela Fininvest, segundo o vereador Deusdith de Souza (PP), cobrando faturas de cartões inexistentes, foi denunciado na tribuna da Câmara de Vereadores de Blumenau. Ele contou que recebeu correspondência com “descontos especiais” para a quitação de um cartão de crédito que ele não havia solicitado e nem adquirido. “A fatura dizia que eu tinha uma dívida de R$ 52,22, mas eu nunca fiz o cartão. É um golpe que estão aplicando a milhares de pessoas”. A recomendação do parlamentar é de que as pessoas que também forem vítimas dessa financeira procurem o Procon: “Finalmente podemos dizer que temos uma instituição séria que atende os nossos problemas”. Conforme relatou Deusdith, o problema foi solucionado pelo órgão e ele recebeu uma correspondência informando o cancelamento do cartão inexistente. Deusdith ainda alertou que este é apenas um exemplo, pois existem muitos casos pendentes e as pessoas não se dão ao trabalho de resolver o problema. Além disso, sugeriu que quem se sentir lesado com a chantagem se organize para mover uma ação coletiva de reparação de danos.

MARÇAL ATACA O PT

“A tropa de choque do PT é contra o fim do fator previdenciário nas aposentadorias”. A crítica partiu do vereador João José Marçal (PP), que repudiou a justificativa do governo federal de que não pode pagar o aposentado com o mesmo índice de quem ainda está na ativa porque vai quebrar o INSS. Para o vereador, mais estranho é que essa proposta é de um deputado do Partido dos Trabalhadores. Zé Marçal considera que a descaracterização do PT passou a ser uma coisa normal. “O partido tinha uma linha e um crédito, mas hoje se desvinculou da defesa do trabalhador”. Ele também lembra que o partido utiliza um discurso no palanque, mas na hora de usar a caneta para derrubar o fator previdenciário adota outra postura. “O dinheiro do aposentado vai para o MST e para o bolsa família. Se o governo der o reajuste real para o aposentado, não terá dinheiro para o bolsa família”. Para Marçal, na próxima eleição todo tem que votar contra estes caras, fazendo alusão aos membros do PT. “É hora de dar a resposta novamente, como já foi feito em Blumenau, na eleição de João Paulo Kleinubing com 62%, no primeiro turno”. O parlamentar também não poupou críticas ao deputado Décio Lima, que, segundo ele, nunca participou de uma reunião para buscar dinheiro para a catástrofe.

VANDERLEI CONTRA ATACA

O vereador Vanderlei de Oliveira (PT) disse que pretendia responder a acusações de “um dos vereadores mais atrapalhados desta Casa”. “Ele fala sem conhecimento de causa, não sabe que a lei 9.876, que tem que ser derrubada, é da época de FHC. Não sabe que ele foi por um determinado tempo, um funcionário quase fantasma do Congresso Nacional. Também não sabe muita coisa feita no Brasil. Das contribuições de mais de 200 milhões, que a cidade recebeu do governo federal. Quando quiser fazer critica, que faça consulta ao seu padrinho político Pizzolatti, que sabe como funcionam as coisas em Brasília”, completou o vereador Vanderlei.
Essa acusação de que o vereador Marçal foi um funcionário quase fantasma é grave e merece, pelo menos, uma resposta.
Vamos esperar a próxima sessão da Câmara de Blumenau.

FALTA GENTE

O deputado Sargento Amauri Soares (PDT) apresentou vídeo na Tribuna da Assembleia Legislativa, na terça-feira, em que aparece a confissão do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Eliésio Rodrigues, reconhecendo que a perseguição aos praças está afetando a segurança pública no Estado. No vídeo da RBS TV, veiculado no dia 20 de novembro, o coronel afirmou que a corporação tem um número significativo de policiais que se aposentam e são excluídos, gerando defasagem de pessoal.
Por causa das manifestações por melhores salários em dezembro de 2008, 44 policiais militares estão enquadrados no Conselho de Disciplina, a fim de apurar a permanência na instituição, sendo que 11 já foram excluídos e três receberam penas de prisão de até 30 dias. Os militares que ainda não foram expulsos estão afastados de suas funções. “Toda essa lista de PMs está desde fevereiro desse ano sem trabalhar no serviço operacional, sentados no banco de castigo”, lamentou Sargento Soares. “Todos eles são policiais militares exemplares, com dezenas de elogios por prender traficantes e ladrões”.
Na reportagem, é informado que na Grande Florianópolis acontecem 14,7 homicídios para cada 100 mil habitantes. Só na Capital o índice é de 17,3 assassinatos, 73% acima do índice aceitável pela ONU.

Assista o pronunciamento:
http://www.sargentosoares.com.br/video.php?id=102

CASO ARRUDA

O deputado estadual Jean Kuhlmann (DEM) defendeu a expulsão imediata do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, também do DEM, durante sessão ordinária da última terça-feira na Assembléia de SC. Kuhlmann ainda parabenizou o senador Raimundo Colombo pela sua manifestação pública em favor da saída de Arruda do partido Democratas.
Único governador democrata do país, Arruda é investigado pela Polícia Federal por participação no mensalão do DEM, suposto esquema de pagamento de propina para deputados estaduais durante a campanha de 2006. Arruda aparece em um vídeo recebendo dinheiro. As imagens foram gravadas pelo seu secretário de Relações Institucionais, Durval Barbosa, que de investigado por desvio de verbas públicas tornou-se um colaborador da Justiça. “Nossa postura não é isolada diante deste escândalo, acredito que seja compartilhada pela maioria dos democratas catarinenses”, afirmou Kuhlmann.

DEU NO AN (fonte: AN on line)

Três meses de atraso na montagem de um guarda-roupa esgotaram a paciência da funcionária pública Lídia Vicente, 38 anos. Como não conseguiu resolver o problema com a gerência da loja, ela resolveu protestar em frente ao estabelecimento na manhã desta quarta-feira, no bairro Bucarein, em Joinville.
Lídia escreveu um cartaz criticando a demora na montagem das peças. A mensagem foi lida por motoristas e pedestres que passaram pela avenida Getúlio Vargas. Além do protesto inusitado, a funcionária pública diz que já acionou o Procon para tentar resolver o problema.
O gerente da loja, Vilmar Vandrick, reconhece que houve atraso na montagem do guarda-roupa. Segundo ele, a instalação do móvel ficou dificultada porque algumas peças foram projetadas com medidas erradas. O gerente afirma que novas peças foram encomendadas com a fornecedora, mas não dá prazo para que a montagem seja feita.
A se essa moda pega.

ESSA É DO PRISCO

A bancada estadual do PMDB reiterou ontem compromisso de respaldar o projeto eleitoral de Eduardo Moreira ao governo, em 2010, bem como sua recondução à presidência do partido, no próximo dia 12, na convenção que contará com a presença do governador do Paraná, Roberto Requião.
No encontro de ontem, os deputados peemedebistas delegaram a Moreira o comando das negociações pelo PMDB na recomposição do governo, a partir da substituição, em janeiro, do governador Luiz Henrique pelo vice Leonel Pavan.
“Os parlamentares pretendem participar do processo, havendo trocas no Secretariado, e Eduardo será nosso interlocutor”, ponderou o líder Antônio Aguiar.

Sérgio Eduardo de Oliveira – 03/12/2009