sábado, 5 de dezembro de 2009

NO PRISCO 1

Está preste a estourar um gigantesco escândalo político, que tem tudo para produzir reflexos devastadores na sucessão estadual de 2010, bem como na própria transição administrativa.
Essa até eu to curioso para saber o que é. Vamos aguardar.

NO PRISCO 2

Vereador João Amin (PP) deu entrada em uma ação popular, requerendo à Justiça a anulação do contrato de R$ 3,7 milhões firmado entre a Prefeitura de Florianópolis e a Palco Sul, para a montagem e desmontagem da árvore de Natal.
Como a empresa contratada por dispensa de licitação não detém o know-how para construir a estrutura, sub-contratou outra, o que, segundo o parlamentar, é ilegal.
É por essas e outras que sempre cobramos uma posição mais efetiva do Judiciário. Se um dia um prefeito ou governador for punido de verdade, esse tipo de coisa, se realmente for verdadeira, não aconteceria mais.
Convenhamos que pagar 3 milhões por uma árvore de Natal é um absurdo. Com essa grana daria para construir um prédio de apartamentos para muita gente que precisa de casa para morar.
Mas como político faz o que quer, viva o Dário Berger (PMDB).

PRESTANDO CONTAS

O deputado federal João Pizzolatti (PP) realizará no dia de hoje um encontro com lideranças, personalidades, imprensa e convidados. Na oportunidade, será apresentado um balanço dos quinze anos do mandato do parlamentar e também as obras e verbas destinadas para Santa Catarina conseguidas através de recursos de emendas individuais, coletivas e por intermediação de Pizzolatti junto ao governo federal.
Segundo Pizzolatti, os valores ultrapassam a casa do meio bilhão de reais e estão direcionados para todas as regiões do Estado.
A programação, que acontece no Hotel Himmelblau, em Blumenau, a partir das 15 horas, conta ainda com as palestras sobre o Cenário Político Estadual, com Tadeu Comelatto, da Cooperfil/Central de Inteligência Poliadministrativa e palestra sobre Marketing Político, com Márcio Lieberbaum, diretor da M3 Marketing Político.
Durante o evento será lançado também o novo site do deputado federal João Pizzolatti.

COMO SEMPRE

O jornal Folha de Blumenau publica na edição deste sábado que o ex-prefeito de Blumenau, Renato Vianna (PMDB), desistiu de concorrer a uma cadeira na Câmara Federal em 2010. Segundo Renato, Marcelino Campos é o melhor nome para disputar esta vaga e também vai apostar em Paulo França para uma cadeira na Assembléia.
Essa é uma atitude esperada quando se trata de Renato Vianna. Desde as eleições de 2002, quando acabou ficando de fora da Câmara Federal por não ter conseguido votos suficientes para a reeleição, Vianna vem perdendo a força política junto ao eleitor, ficando sem condições de disputar qualquer cargo eletivo na região.
Todos os anos em que há eleição, ele diz que sairá candidato, mas na hora H dá para traz e acaba deixando o páreo para outro.
Só para se ter uma idéia, segundo pesquisas das últimas eleições para prefeito de Blumenau, Vianna corria o risco de ficar atrás até de Ivan Naatz, candidato do PV naquele pleito.
Então, mesmo que saísse como candidato a deputado federal em 2010, não venceria com certeza.
É, para ele o tempo já passou.

A CARTA DO FOREST PARA O TONET

O petista Jefferson Forest, genro do deputado federal Décio Lima (PT), enviou uma carta para o colunista do Folha de Blumenau, Carlos Tonet, respondendo as acusações que o colunista fez contra Décio na sua coluna da última quarta-feira. Sinceramente, pelo que conheço do Tonet, ele deve ter dado muita risada de tudo isso, apesar de riso ser coisa rara para ele. Mas o melhor de tudo isso é que, quem vai rir com a próxima coluna do Tonel seremos nós, os leitores. Leia abaixo a carta na íntegra.

Caro colunista Carlos Tonet,

O pensador Frances Victor Hugo disse certa vez que "Uma calúnia na imprensa é como a relva num belo prado: cresce por si mesma”. Sua última coluna foi irresponsável, caluniosa e certamente movida pela sua atual opinião política. Sou leitor freqüente da sua coluna, quando era adolescente iniciava a leitura do jornal pela página de esportes, hoje inicio a leitura da “Folha de Blumenau” por sua coluna.
Vejamos suas opiniões, as quais me dou o direito ao contraditório e esclareço a verdade dos fatos:
Escândalo – a matéria da revista norte-americana Veja são denúncias requentadas que já foram rejeitadas pela Justiça Federal por falta de provas e que vieram à tona somente ano passado, durante o período eleitoral, com o objetivo de prejudicar a candidatura do Décio.
Catástrofe – refresco seus neurônios que o Décio e a Ana Paula foram ao gabinete do prefeito, ainda durante as chuvas, entraram em contato com o Presidente Lula e solicitaram ao presidente as primeiras medidas de socorro às vítimas. Sobre as emendas ao orçamento, somente emendas individuais do Décio no ano de 2008 foram 6 milhões e 600 mil reais, boa parte desse recurso foi perdido por incompetência do seu prefeito João Paulo Kleinübing, que preferiu jogar o dinheiro no lixo assim como fez com a comida doada, somente por ser recurso que o Décio estava trazendo para Blumenau.
Eleição e Chororô – o Décio nunca falou que jamais havia perdido uma eleição, pois todos sabemos que perdeu a eleição para deputado estadual em 1994 por apenas 41 votos. E a ação por abuso de poder econômico contra a eleição do João Paulo Kleinübing foi movida pelo PT, pois todo cidadão dessa cidade sabe que o dinheiro decidiu a eleição de 2008, as denúncias de funcionários fantasmas na URB que desde 2005 eram pagos com dinheiro púbico para falar bem da atual administração nas rádios é exemplo disso, a prerrogativa é da justiça eleitoral em analisar se ouve influência econômica na eleição.
Emenda da reeleição – o Décio como bom republicano que é nunca foi favorável ao terceiro mandato do Presidente Lula, ele e mais 183 deputados assinaram uma proposta que seria submetida a referendo popular, proposta mais democrática impossível, mas povo e democracia não são palavras que agradam os detentores do poder em Blumenau, poderosos que você parece gostar tanto.
Já ia esquecendo, infelizmente temos mais uma discordância: fico com o brasileiro Nenê como o rei das enterradas da NBA. E para finalizar, tenho alguns amigos da direita que conhecem o Roberto Civita, dono da revista Veja, e vou pedir para que você seja indicado para substituir o Diogo Mainardi.



BOM FIM DE SEMANA PARA TODOS.




Sérgio Eduardo de Oliveira – 05/12/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário