sábado, 22 de outubro de 2016



SINDETRANSCOL X PIRACICABANA












O namoro entre o Sindetranscol, o sindicato dos empregados das empresas do transporte coletivo de Blumenau, e a empresa Piracicabana, que emergencialmente foi contratada pela Prefeitura para oferecer o serviço para a população, parece ter terminado.
Na primeira rodada de negociação entre as partes, a coisa não andou muito bem e o sindicato saiu soltando boletim informativo com a frase inicial “Começamos mal!!!...”.

A PAUTA

O encontro entre o Sindetranscol e a Piracicabana aconteceu no último dia 18 e o próximo já foi agendado para o dia 10 de novembro. A negociação tem mais de 70 cláusulas, mas as principais são sobre o reajuste salarial, onde o sindicato pede a reposição integral do INPC (Inflação do período) mais 5% de reajuste real e o número de representantes do sindicato com estabilidade. Esta última, segundo o Sindetranscol, já havia sido negociada e estava superada, mas a direção da Piracicabana contestou e nada ficou acertado. 
Os sindicalistas pedem também que o vale alimentação passe de R$ 580,00 para R$ 720,00.

TUDO COMO ANTES

O fato é que, assim como era quando o Consórcio Siga era o grupo permissionário do transporte público de Blumenau, será com a Piracicabana. É fato que o mar de rosas acabou e que na hora mais crítica entre empresa e empregados, que é a negociação salarial e outras exigências, as duas partes vão entrar em conflito.
Um ponto que pode ser bastante decisivo para a não continuação da Piracicabana são as desfavoráveis condições de trabalho para motoristas e cobradores, que se obrigam a guiar ônibus velhos e cheios de problemas e também a terem que usar os terminais sujos e sem segurança.

ELEIÇÕES

Tanto Napoleão Bernardes (PSDB), que fez o contrato emergencial com a Piracicabana, e Jean Kuhlmann (PSD), que promete colocar duas empresas para oferecer o serviço de transporte coletivo em Blumenau, vão ter que iniciar suas gestões administrando esse pepino.
Ambos dizem que teremos um transporte público de qualidade e que as greves e atrasos de salário não ocorrerão mais, mas só saberemos depois dos resultados das urnas, quando tudo volta ao seu normal e viveremos o mundo real do blumenauense.

VEREADOR














E por falar em Piracicabana, o vereador e advogado Ivan Naatz (PDT) deixou o carro na revisão e decidiu ir trabalhar de ônibus. Postou a foto com os seguintes dizeres:
“Trouxe meu carro para a revisão e decidi voltar de Piracicabana. O primeiro passou e não parou; será que ele viu que era eu? – Quando cheguei no escritório, pensei: Como tem gente que “gosta” de sofrer. É um golpe igual a Foz!.”

MUDOU?














Há quatro anos o então candidato e atual Prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes (PSDB), pensava assim sobre uma candidatura com coligações de vários partidos. Em 2012 Napoleão era candidato tucano com apenas dois partidos e hoje, concorrendo a reeleição, tem mais de dez em sua coligação. Pelo que se vê, os primeiros quatro anos como prefeito fizeram ele mudar de idéia. 


FOTOS DA SEMANA



Nenhum comentário:

Postar um comentário